5 Ideias de Negócio Para Você Que Está Completamente Na Dúvida

Ei, se você pensa em entrar para o mundo do empreendedorismo, leia este artigo até o final.

Para a maioria das pessoas, sim, abrir um negócio é uma verdadeira realização pessoal, poder trabalhar em algo que é seu, que poderá crescer e ao mesmo tempo lhe dar sustento, é algo mais do que fantástico.

O simples fato de imaginar que não será mais necessário obedecer ordens de superiores, de que poderá fazer seus horários (mesmo que trabalhe mais) e de que terá maior domínio sobre sua vida profissional, já faz muita gente suspirar de empolgação, esse é o feedback que recebo de dezenas de leitores do Blog Business Ideas Brasil todos os dias.

Eu sei, às vezes o problema é achar AQUELE NEGÓCIO que lhe permita realizar esse desejo, que combine com seus gostos pessoais com suas habilidades, certo? Em muitos outros casos, o cara até já tem uma área onde quer atuar, mas falta aquela ideia específica para transformar em realidade.

Se você está neste momento e quer trabalhar em casa, talvez este artigo possa clarear suas ideias, trago aqui 5 ideias de negócios muito simples de validar e colocar no mercado. Elas realmente podem render um grande negócio!

Vamos lá!

1. Produção de vídeos e conteúdo digital

Se você gosta de trabalhar com produção e edição de vídeos, essa pode ser a chance de transformar seu conhecimento em negócio.

O mercado de vídeos está em grandiosa expansão, com novos aplicativos e sites surgindo o tempo todo, sem contar os serviços consolidados e que continuam a crescer, como Youtube e o Vimeo.

Mas minha sugestão é direcionar a produção de vídeos às empresas, ou seja, algo mais corporativo. Esses vídeos podem ser sobre treinamento de funcionários, geração de conteúdo direto para o público, apresentação de novos produtos entre outros. E o campo de atuação pode envolver pequenas, médias ou grandes empresas, em diferentes ramos do mercado.

Também é possível produzir vídeos para eventos, shows, feiras, congressos etc.

Com o avanço tecnológico e o barateamento de alguns equipamentos de filmagem, essa opção se tornou mais viável para quem não tem tanto capital inicial para investir, mas é necessário se aperfeiçoar e buscar sempre os melhores equipamentos, para que o conteúdo gerado seja de qualidade.

Resumindo, caro leitor, talvez você não precise competir com youtubers, mas sim explorar um nicho que valoriza muito edições de alta qualidade, eu trabalhei em uma empresa que faz dezenas de vídeos por mês para promover seus produtos. É o magazineluiza.com e você pode se inspirar no canal deles por aqui.

2. Empresa de teste de softwares (Q&A)

Testador de software, ou analista de testes, é uma profissão recente que surgiu para garantir maior qualidade às aplicações, sites, programas, games etc. criados pelas desenvolvedoras de softwares.

É possível abrir um negócio individual ou com uma equipe de testadores e passar a atender diferentes desenvolvedoras, eles terceirizam muito esse serviço.Esse tipo de negócio requer computadores bons e eficientes, devido aos tipos de testes que serão feitos nos programas e aplicações.

É importante cumprir prazos e identificar todas as possíveis brechas, bugs e falhas que os softwares venham a apresentar, isso é fundamental para que a empresa dona do programa possa corrigir os erros, de modo a evitar transtornos junto ao seu público consumidor.

O campo de atuação é amplo, porém é possível se especializar em um segmento, como softwares de gerenciamento organizacional, sites corporativos, aplicações financeiras entre outros. Entre em contato com empresas como Totvs, CI&T, Cisco, Positivo, Oracle e muitas outras.

3. Consultoria online

Um dos ramos empresarias mais tradicionais, as consultorias, conseguiram um terreno fértil e próspero no meio digital.  Isso graças à potencialização das possibilidades de comunicação e interação que a internet trouxe.

Hoje, para montar uma consultoria, o interessado pode fazê-lo com um investimento bem menor do que se precisasse alugar um espaço físico. Basta apenas ter um bom site, um computador eficiente, entender dos conceitos de marketing digital para divulgação e, é claro, ter o conhecimento e a experiência sobre a qual irá prestar consultoria. Para quem está na dúvida, talvez abrir uma consultoria seja a solução.

Para isso você precisará entender muito bem de um assunto ou área, tendo bagagem e vivência profissional nela, de modo a fornecer esse conhecimento enquanto busca ajudar os profissionais que precisam dele.

Outra vantagem desse tipo de negócio é que você pode realizar o atendimento 100% de forma digital por meio de webconferências, vídeos, webinários, videoaulas, arquivos de áudios etc. E ainda dá para complementar com e-books e outros infoprodutos.

Num mundo onde o conhecimento é cada vez mais valorizado, uma consultoria online é uma grande chance de conseguir abrir seu próprio negócio falando de algo que você entende. E fica ainda melhor se você gostar de ensinar.

Tem consultor por aí cobrando R$500 a hora para resolver problemas de pequenas, médias e grandes empresas.

Pense nisso.

4. Revenda de infoprodutos

Um mercado que vem se desenvolvendo no país é o da comercialização de infoprodutos.

Essa categoria é chamada assim porque são produtos do conhecimento, ou seja, produtos digitais que ensinam e resolvem problemas de pessoas comuns. Os exemplos podem ir desde aulas de marketing, de programação, até culinária e como esquecer um grande amor… São várias as plataformas que estão surgindo para aproveitar essa onda, como Hotmart, Eduzz, Monetizze.

Basicamente, no mercado de infoprodutos cada pessoa pode produzir um treinamento do zero ou revender cursos de outras pessoas. Basta você acessar essas plataformas que eu citei acima e conhecer mais detalhes. Pode ser um curso formado por vídeoaulas, um e-book com dicas e informações relevantes sobre algum assunto/área, um banco de e-mails, um conjunto de fotos, um banco de efeitos sonoros etc.

Não há limites para a criatividade e dá para se comercializar quase tudo que pode ser encontrado de forma virtual, seja texto, áudio ou vídeo.

É mais uma maneira de comercializar conhecimento e que não precisa de tantos investimentos.

Basta a pessoa interessada ter os equipamentos eletrônicos que permitam produzir o seu infoproduto (computador, câmera para vídeo, gravador, microfone e fone para áudio etc.). Também é preciso aprender a mexer nas ferramentas de edição desses conteúdos. O interessado nesse ramo pode abrir um negócio conforme o tipo de infoproduto.

Se for cabeleireiro, pode dar aulas sobre cuidados com o cabelo. Se for vendedor, pode ensinar técnicas de venda e por aí vai. Se o seu negócio crescer, você pode se tornar um gerente de vários afiliados, por exemplo. Fique de olho, porque esse é um negócio que vai crescer muito nos próximos anos.

5. E-commerce segmentado (ou de nicho)

Essa dica pode parecer vaga, tendo em vista a quantidade de lojas virtuais que surgem na internet todos os anos. Contudo, num cenário onde os principais e-commerces do Brasil já se consolidaram como verdadeiros marketplaces, ainda é possível abrir novos negócios segmentados e obter altíssimas marcas de lucro.  Ou seja, negócios que atendam a nichos específicos que os grandes não cobrem.

Você só precisa saber segmentar bem o seu público, além de buscar suprir uma necessidade existente. Como exemplo, pode-se direcionar seus produtos por idade, gênero, gosto, tipo de físico, necessidades nutricionais etc.

Hoje já existe e-commerce que comercializa produtos para celíacos, para pessoas que possuem diferentes tipos de alergia, para mulheres cujas medidas de roupas e calçados divergem do padrão mais comum do mercado, entre outros. Tem e-commerce até para barbeadores exclusivamente.

O cálculo básico que você precisa fazer é: tamanho possível deste mercado, preço de venda dos produtos, margem de lucro destes produtos vs esforço de marketing para trazer visitantes ao seu website. Faça uma busca no Google por “como abrir um e-commerce”. Lá você encontra materiais muito ricos para te guiar em um verdadeiro passo a passo…

Um e-commerce não precisa ser muito abrangente, basta apenas atender um público alvo específico. Para isso, é importante pesquisar um campo de atuação com pouca ou nenhuma concorrência. Caso isso não seja possível, então tenha em mente que será preciso se destacar entre os seus concorrentes. E daí provavelmente você vai precisar investir bastante dinheiro de marketing para prosperar.

Conclusão

Eu falo com empreendedores quase todos os dias, e todos eles estão buscando algo parecido: transformar suas vidas. Se você estiver pensando em abrir o seu negócio, faça isso de maneira planejada, pesquise muito a respeito das principais tendências no mercado que você quer atuar.

Seja esperto, desenhe seu plano de negócio, faça cálculos e uma projeção de quanto você quer faturar e em quanto tempo. Só com isso na mão você já pode sair na frente de muita gente, empreender pode ser aprendido, vai por mim.

Um grande abraço e até logo!

Marcelo Pimenta

Marcelo Pimenta

Sobre o convidado:

Marcelo Pimenta é criador do Blog Business Ideas Brasil – um repositório com centenas de ideias de negócio inspiradoras – e fundador da LeadseVendas.com, uma empresa especializada em aquisição de clientes (Adwords, Facebook Ads, SEO, e-mail marketing e Landing Pages).

Capa: Pixabay

Quero Escrever um GuestPost