Como Lançar Uma Startup Com Os Recursos Que Você Já Tem

Se existe algo que eu odeio é ver empreendedores investindo seu tempo e seu dinheiro em uma ideia de startup que não vai dar certo.

Odeio isso por dois motivos:

#01. Já senti isso na minha própria pele

#02. Descobri que é sim possível começar uma startup (ou pelo menos descobrir se ela tem chances de dar certo) investindo pouco dinheiro

Por isso, hoje eu vou falar sobre 3 estratégias que você pode usar para “testar” sua ideia no mercado. Antes de investir todo seu tempo e seu dinheiro criando um produto que ninguém vai querer usar.

#01. Landing Pages

Se você teve uma ideia de lançar um produto/serviço digital, crie uma landing page e divulgue o link para pessoas que possam se interessar pelo que você está oferecendo.

Inclua nessa landing page um título que deixe bem claro o que você está oferecendo, uma pequena descrição e um campo para coletar o e-mail das pessoas que tiverem interesse.

Se quiser, você também pode explicar rapidamente como funciona seu produto/serviço ou  destacar algum diferencial que você imagina no seu negócio.

Usando softwares gratuitos na internet é possível criar uma landing page em minutos, mesmo se você não sabe nada de programação ou design.

O grande objetivo aqui é descobrir se as pessoas teriam interesse no que você pensa em oferecer. E você vai saber isso medindo a quantidade de pessoas que visitaram sua página vs. a quantidade de pessoas que demonstraram interesse (as que preencheram seus e-mails).

Se ninguém se inscrever, pode ser sinal de que sua ideia não vai dar certo ou que precisa de alguma modificação.

Se você tiver um bom número de pessoas interessadas, já pode partir para a próxima etapa e entrar em contato com quem se inscreveu, afinal, você acaba de prospectar seus possíveis primeiros clientes/usuários.

#02. Pré-venda ou simulação de venda

Nada melhor para “provar” que uma ideia vai dar certo do que ter pessoas demonstrando interesse em comprar seu produto ou serviço. Ou, melhor ainda, não apenas demonstrando interesse como realmente pagando por isso.

Você pode usar a própria landing page que criou e adicionar nessa página uma chamada (como um botão de compra) para que as pessoas “comprem” seu produto.

Se elas clicarem, você tem basicamente 2 opções:

– Vender o produto e entregar para seu cliente, se seu negócio permitir que você faça isso, ou;

– Informar ao cliente que o produto ainda não está disponível (ou algo similar) e coletar o e-mail dele para entrar em contato futuramente.

Se você conseguir seguir pela primeira opção, parabéns! Você acaba de dar os primeiros passos com sua startup.

Se seguir pela segunda, use a mesma estratégia que abordamos acima para medir o interesse do seu público: Quantidade de pessoas que visitaram a página vs. quantidade de cliques no botão “comprar”.

Vale também dizer que essa estratégia não funciona apenas no meio digital. Você também pode usar a pré-venda ou realizar uma simulação de venda se você vende um produto físico ou atua no mercado B2B.

Eu, por exemplo, comecei um negócio de cartões comemorativos realizando uma pré-venda em lojas da minha cidade. Meu objetivo era saber se as lojas realmente comprariam meus cartões antes de gastar meu dinheiro com a produção.

Como eu ainda não tinha os cartões prontos, fiz um pequeno catálogo e fui visitar alguns possíveis clientes.

Expliquei que os cartões ficariam prontos em 20 dias e que custavam X reais. Mas que se elas fizessem o pedido naquele momento teriam um desconto e seriam os primeiros a receber os cartões.

Algumas lojas aceitaram a proposta e fecharam o pedido, algumas já fazendo o pagamento à vista.

Fazendo isso consegui 2 coisas: provei que meu negócio tinha chances de dar certo e consegui grande parte do investimento necessário para produzir os primeiros cartões.

#03. MVP Concierge

A definição de MVP concierge é “simular o papel que vai ser desempenhado pelo seu sistema (software ou aplicativo) de forma manual e utilizando ferramentas e tecnologias já existentes”.

Em outras palavras, com o MVP Concierge você vai encontrar uma maneira de realmente já começar seu negócio, em uma escala reduzida, utilizando recursos que você já tem a sua disposição.

Depois de fazer isso o trabalho é identificar pontos de melhoria e automatizar as atividades que você vai, de início, realizar de forma manual.

Na minha opinião ele é a melhor maneira de validar uma ideia de negócio por 4 motivos:

– Você vai testar seu negócio na prática;

– Você vai conquistar seus primeiros clientes e usuários;

– Você já pode começar a monetizar sua startup;

– Você vai aprender sobre o dia-a-dia do seu negócio, sobre suas falhas e oportunidades e vai conseguir adaptar seu modelo de negócio ainda no início da startup, ou seja, sem sofrer prejuízos.  

Para exemplificar, digamos que você queira lançar uma startup de delivery de saladas. Sua ideia é que o cliente entre em seu site, “monte” sua salada com seus ingredientes favoritos (como no subway) e agende todos os dias que deseja receber a salada.

Ao invés de contratar um programador e gastar alguns milhares de reais para desenvolver este site, você poderia começar usando uma simples landing page, um telefone e o e-mail.

Na landing page você “comunica” o que você faz e coleta o e-mail e o telefone de quem quiser receber suas saladas. Você liga para essa pessoa para se apresentar, explicar como funciona e passar confiança. Depois você pode enviar um formulário feito no Google Forms para que essa pessoa escolha os ingredientes e os dias que deseja receber e faça o pagamento através do PagSeguro (ou similar).

Parabéns, você vai ter seu primeiro cliente. Agora é só fazer a salada e entregar no endereço que foi solicitado, conforme o prometido.

Já ajudei muitos empreendedores a começarem suas startups através do MVP concierge. Muitos acham que não é possível mas, depois de eu insistir um pouco, acabam cedendo e ficam super empolgados ao ver que estão tendo resultados.

Estas são apenas algumas estratégias para “testar seu negócio” e descobrir se vale a pena investir seu tempo e seu dinheiro na sua ideia.

Se você tem uma ideia e quer começar sua startup mas precisa de ajuda para dar os primeiros passos, conquistar os primeiros clientes e começar a monetizar seu negócio, vai gostar do Treinamento Negócio do Zero.

Criei o Treinamento Online Negócio do Zero para te ajudar a descobrir as reais chances de sucesso da sua ideia e te mostrar como começar a sua startup investindo o mínimo possível do seu tempo e do seu dinheiro.

Clique aqui e acesse a página do treinamento para descobrir tudo o que você vai aprender e fazer sua inscrição.

Te espero por lá!

Gustavo

Gustavo Gubert

Sobre nosso convidado: Gustavo Gubert

Empreendedor, consultor e fundador do Arsenal Empreendedor.

Criou o Treinamento Online Negócio do Zero para ajudar outras pessoas a realizarem o sonho de ter seu próprio negócio.

Site: http://www.arsenalempreendedor.com/

Página do Treinamento Negócio do Zero: http://www.arsenalempreendedor.com/treinamento-online-como-comecar-um-negocio-do-zero/

Canal no YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCOEoiq0Gd7V6CyH-Ru4PfKA

Página no Facebook: https://www.facebook.com/arsenalempreendedor/

Quero Escrever um GuestPost