Oi gente!

Acabei de ler SonhoGrande. Um livro para poucos, nem todo mundo quer trabalhar duro para conquistar seus sonhos, mas para pessoas como eu, fez todo o sentido a leitura… Me deixou ainda mais inspirada no foco que tenho para minha vida. E não funciona só para empreendedores, serve muito bem para os IntraEmpreendedores, que fazem de grandes empresas, suas apostas.

O livro conta a história de três empreendedores destemidos e muito competentes: Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira. Conseguiram construir um patrimônio de bilhões de dólares, são acionistas das maiores empresas cervejeiras do mundo e de diversas marcas americanas. Mas acho que a lição não é só o resultado, mas de como eles fizeram para “chegar lá”, por isso, vou comentar algumas coisas que me marcaram, vamos juntos?

MERITOCRACIA

Sonho Grande

Sonho Grande

Acho que é uma dos tópicos mais fortes no livro, todos os sócios, executivos e funcionários.. são avaliados o tempo todo.. De acordo com seus resultados, eles crescem. Muito da dedicação pessoal é colocada em “cheque”.. Abrir mão de parte da vida pessoal, pode ser uma loucura para alguns, mas é isso que eles fazem ou fizeram. Muitos, que chegaram ao “topo”, desfrutam do que conquistaram com suas famílias e os três sócios-foco, ajudam em empresas filantrópicas pelo mundo.

METAS

Se você quer chegar a algum lugar, precisa entender qual o caminho e executar perfeitamente. Meta cumprida é extremamente recompensada nas empresas do trio, com bônus de até 18 salários. Porém, essas metas só tendem a crescer… Nunca permanecem a mesma por muito tempo. Esse é o grande desafio, pensar em crescer e nunca estar confortável em qualquer situação de liderança.

PESSOAS

Mais do que empresas, eles apostaram em pessoas. Diversos executivos foram preparados em diferentes situações para tomar conta do portfólio de empresas. A preocupação não era a experiência no ramo especifico que a pessoa iria trabalhar, mas o quão dedicado era e se conseguiria manter “os mandamentos e ensinamentos” do trio. Em diversos momentos no livro, eles mostram o quanto apostaram na educação de alguns jovens, com “bolsas” nacionais e internacionais. Porém, para trabalhar em uma das empresas, era necessário crescer.. começar de baixo e subir a cadeia hierárquica.

REDUÇÃO DE GASTOS

Com a mudança rápida no mundo dos negócios, cortar gastos, antes prioritários, como salas enormes para os principais executivos, passagens de primeira classe, secretárias particulares entre outras coisas, foram exterminadas em todas as empresas do trio. Diversos funcionários não se acostumaram com a nova realidade e foram dispensados dos seus cargos.

CULTURA ORGANIZACIONAL

Comprar empresas completamente desestruturadas, foram as grandes ousadias dos empreendedores. Implementar a cultura da meritocracia, redução de gastos etc, era tão complexa quanto a compra da empresa. Porém, pela leitura, vi que esse não foi um medo na implementação nas organizações brasileiras. Eles precisaram ser um pouco mais cautelosos, quando a fusão com a cervejaria europeia aconteceu. Mas mesmo assim, pouco tempo depois, conseguiram replicar a cultura ao redor de todas as empresas.

NETOWORKING

O bom relacionamento com pessoas-chave pelo mundo, é ponto crucial em toda negociação de compra de novas empresas. Não se trata apenas de assinar um cheque, em alguns casos, eles precisaram “vender” a ideia para mais de 500 acionistas de um grupo que queriam fusão. Esse networking ia além de empreendedores, ele era e é composto por políticos, melhores advogados e advisers do mundo, economistas que poderiam palpitar nas decisões sobre compras e claro, trabalhar muito próximo aos maiores. A parte que achei mais incrível, foi quando o Jorge Paulo Lemann se aproxima do CEO da WallMart.. E como ele matinha essas relações.

CONTROLE EMOCIONAL & UNIÃO

Escolho esse item como último, mas não o menos importante.. Acho que eles balanceiam bastante todos os tópicos que citei aqui. Porém, é muito claro que o trio teve momentos difíceis e se mantiveram unidos e controlaram bem emocionalmente. As citações demonstram pessoas simples, que pouco deixavam transparecer suas inseguranças e medos. Como trabalhavam muito e entendiam dos negócios, construíram o império não para durar um ano, mas para durar uma vida. Cada um teve sua parcela de realização, mas todos se mantiveram em seus mundos, sem chamar a atenção dos outros. Vida simples, focada, unida e agora, parte dela filantrópica.

Bom gente, isso é um resumo do que me marcou… Se você achou interessante, sugiro que leia, pois tem muita emoção quando eles retratam as negociações, compras.. Dificuldades e muito mais. Um livro bem dinâmico e de fácil entendimento, mas calma, ele foi feito para pessoas que não vivem sonhando, mas que vivem executando.

Beijos

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

Fan Page do Startups Stars

Blog de Empreendedorismo

talita@startupsstars.com