Oi, gente! Tudo bem com vocês?

A startup convidada de hoje é a mineira Inovateria. A ideia principal do negócio é conectar jovens de consciência inovadora e instituições, para que sejam transformadores sociais. Além disso, a startup busca interligar todo o ecossistema empreendedor, tornando o aprendizado mais próximo da realidade do aluno. O Felipe Elias, sócio-fundador da Inovateria, conversou conosco sobre o funcionamento do negócio.

1 – Qual foi o primeiro passo para tirar a ideia do papel?

O primeiro passo para realmente colocar a Inovateria no mercado foi uma pesquisa sobre a necessidade de uma educação mais completa. Onde o aluno, principalmente do ensino superior, soubesse todas as realidades do mercado empreendedor. Associamos várias ideias e formulamos o canvas da Inovateria para logo dar início a validação. Obtivemos um retorno super positivo, tanto com mentores experientes quanto por alunos de várias instituições. Nosso objetivo é a formação empreendedora e, mesmo que o aluno escolha não iniciar uma startup após o curso, ele estará apto a intraempreender em qualquer setor que trabalhe, tanto privado ou público.

2 – Como enxerga sua startup em dois anos? Tem potencial de crescimento?

Vemos a Inovateria em dois anos com turmas abertas e ativas em todo o sudeste, além da expansão no sul do estado, conectando empreendedores e mentores de todo o país. Também um ponto forte nosso é a internacionalização, no qual visamos o intercâmbio entre os mentores de outros países com as startups nacionais. O potencial de crescimento da Inovateria é latente, já que trabalhamos em cima de uma demanda de mercado cada vez mais forte, onde os estudantes necessitam de uma formação complementar empreendedora, uma vez que muitas das Instituições de ensino não o provém.

3- O mercado que atua possui diversos concorrentes, qual seu diferencial?

Nossos diferenciais são as aulas práticas totalmente voltadas para a formação empreendedora do aluno e a conexão dele com o mercado de startups, no qual sua formação empreendedora será válida em uma startup, em uma empresa privada ou pública.

4 – Qual é seu modelo de negócios?

Nosso modelo de negócios é baseado na educação empreendedora. Aplicamos dentro da Instituição de Ensino um plano de aula em 16 módulos presenciais como curso de extensão, onde o networking e atividades práticas são fundamentais para o sucesso das turmas. Os mentores (professores) da Inovateria são profissionais experientes no mercado empreendedor. Nossa monetização é proveniente das inscrições dos alunos e de patrocinadores locais e nacionais.

 

www. inovateria.com.br

Fase: Em expansão e em busca de parceiros nacionais

https://www.facebook.com/inovateria

 

 

Henrique Schmidt

contato@lapresse.com.br

LaPresse – Assessoria de Imprensa para Startups

Fan Page do Startups Stars