Bookshare | Startup da Vez

0
16 março, 2015 at 2:20 pm  •  Posted in Todos os Posts by  •  0 Comments

Boa tarde, pessoal. Tudo bem?

A nossa startup convidada de hoje é a curitibana Bookshare, que tem como principal finalidade permitir o empréstimo de livros usados a pessoas que desejam lê-lo.  Ou seja, aquela obra que está parada na sua estante pode ser emprestada para um outro leitor, expandindo seu networking e possibilitando que outras pessoas viajem pelos mesmos mundos que você já passou. Quem conversou conosco foi o CEO do negócio, Ismael Pereira. Confira como foi o nosso bate-papo.

1 – O que é sua startup e como surgiu a ideia?

A ideia foi concebida em meados de 2007/2008, quando, dentro da Livraria Cultura, em Brasília, percebi que não tinha restrição financeira para comprar livros, mas que esta não era uma realidade da maioria das pessoas. Num país castigado pelo analfabetismo, projetos de incentivo à leitura são muito mais que bem-vindos: são fundamentais.

Então, pensei em um portal para compartilhamento de livros para pessoas carentes. Por questão de agenda, o projeto ficou engavetado e foi retomado em agosto de 2014, com outro apelo: consumo colaborativo, sobretudo influenciado pelo livro ‘Mesh – Por que o Futuro dos Negócios é Compartilhar’, de Lisa Gansky. Nele, a autora afirma que no “futuro, palavras como consumo e compra serão substituídas por compartilhamento e troca. A colaboração entre empreendedores, fornecedores e consumidores irá definir o futuro da economia.”

2 – Como enxerga sua startup em dois anos? Tem potencial de crescimento?LOGO

Não é possível mensurar ainda os resultados econômicos e financeiros advindos dos serviços de empréstimo de livros, por não existir no Brasil uma ferramenta similar, com os mesmos serviços e funcionalidades para que possamos obter dados. Entretanto, o mercado mundial de compartilhamento ultrapassa os US$ 100 bilhões por ano. É uma tendência irreversível. Esperamos um faturamento de U$ 1.000.000,00/ano  a partir de 2016.

3 – Por que escolheu mercado literário?

Escolhi o mercado de livros impressos porque a tecnologia digital não parece tão promissora quando o assunto são os livros, revistas e jornais. ‘Um dos principais obstáculos para a adoção em massa do e-book (livro digital), em 2008, e nos próximos anos pode estar ligado à profunda afeição que as pessoas possuem pelo livro tradicional de papel’, afirma uma pesquisa publicada no Valor Econômico de 19/02/2008.

4 – O mercado que atua possui diversos concorrentes, qual seu diferencial?

Os principais concorrentes são as redes sociais naturais e canais tradicionais de compra e pesquisa de livros como, por exemplo, www.buscape.com.br.

 

http://www.bookshare.com.br/

Fase: Em busca de aceleração

http://www.facebook.com/booksharebrasil

*O conteúdo do Startup da Vez é publicado pelo StartupsStars sem qualquer alteração nas respostas fornecidas pelas startups participantes e de exclusiva responsabilidade dos próprios.

Quero participar do Startup da Vez!

Henrique Schmidt

contato@lapresse.com.br

LaPresse – Assessoria de Imprensa para PME e Startups

Fan Page do Startups Stars

 

Use Facebook to Comment on this Post

Leave a Reply