Já discuti em outros textos e vídeos a diferença entre o empresário tradicional — aquele que procura um produto lucrativo, algumas vezes se aproveitando de brechas temporárias no mercado — e o novo empreendedor — alguém que, mesmo com a expectativa de um retorno financeiro, possui como objetivo primeiro a resolução de um problema que percebeu em sua comunidade.

Essa mentalidade empreendedora traz uma solução verdadeira para o ecossistema social, sendo, assim, capaz de gerar um impacto muito mais profundo na vida das pessoas. Aqueles que sentem o chamado dessa forma de pensar são muitas vezes pessoas inventivas e, muito possivelmente por conta dessa característica, acabam tentando abordar diferentes aspectos de uma só vez.

 

Das 16 startups de 8 países que chegaram à final, as 8 que mais se destacaram irão para o Vale do Silício.

Das 16 startups de 8 países que chegaram à final, as 8 que mais se destacaram irão para o Vale do Silício.

O problema é: com essa abordagem mais abrangente, essas iniciativas acabam por se perder em meio à competição feroz com as grandes corporações. Por não colocar todas as suas forças no enfrentamento de um problema específico, várias empresas têm seu futuro fadado ao fracasso, perdendo-se em meio ao turbilhão de pequenos negócios que nunca realmente chegaram a ser.

O empreendedor deve ser capaz de se aprofundar em uma questão e se dedicar exclusivamente a ela; deve ter a sensibilidade de abordar aquilo que mais o incomoda e criar uma solução inovadora e verdadeira. Somente essa abordagem focada e precisa conseguirá destacar a sua empresa em meio a tantos gigantes do mundo empresarial. Somente por meio do aprofundamento e da simplicidade, o empreendedor pode ser capaz de deixar um sincero legado para a sociedade.

RB

#HandsOn

[youtube id=”https://www.youtube.com/watch?v=DMxeQroyYdA” width=”600″ height=”350″]

Sigam-me nas redes sociais: sou @rodrigobarrostv em todas elas; no Snapchat sou rb.barros

http://handson.tv — Conteúdo em vídeo selecionado por empreendedores para empreendedores.
http://www.rodrigobarros.com.br/