A geração que viu o “impossível” acontecer

Incrível como essa frase desperta nossa curiosidade, ficamos logo imaginando que geração será essa? E a resposta é a mais óbvia possível, a nossa. ANNN? COMO ASSIM? Essas duas últimas perguntas foram as mesmas que uma amiga me fez, daí então surgiu este artigo.

Estamos muitas vezes tão ocupados, que esquecemos que as coisas que acontecem ao nosso redor fazem total diferença em nossas vidas e as respostas estão muitas vezes na nossa cara. A explicação para o título é simples, basta olharmos com um olhar crítico para os noticiários e perguntar aos nossos pais se eles acham que está tudo igual.

Com certeza irão dizer que tudo está completamente diferente, obviamente, afinal quem de nós imaginou a Europa em crise? O dólar o preço do euro? Um país de primeiro mundo falido? Graduação no exterior? Esse último até imaginávamos, porém para muitos era só mais um sonho impossível. Nossos pais nunca imaginaram essas coisas, nós também não, porém vimos tudo acontecer bem na nossa cara.

Lembro-me de quando vi que Europa estava em crise olhei para minha mãe e falei: “Nunca pensei viver pra ver a Europa em crise”, nessa época muitos diziam “Ah! Mas são países de primeiro mundo, dá em nada”, depois da Grécia não podemos mais dizer isso. O mundo anda tão diferente e mudando tão rápido que nos adequamos sem perceber, um exemplo simples quem lembra como aprendeu a mexer no computador? A usar o Facebook? Raro alguém lembrar, mais raro ainda nós imaginarmos sem eles.

Vivemos em uma era completamente diferente, quem imaginaria que estaríamos na era dos smartphones? Da inovação? Dos aplicativos? Do marketing digital? Que rede social poderia dar muito dinheiro? É!… Não esperávamos isso, mas se chegamos nessa era é porque algumas pessoas imaginaram e essas pessoas construíram nossa realidade atual. E essas pessoas se tornaram nossas referências.

Diante dessa “nova era”, temos que fazer uma escolha: se nos adequamos ou ficamos apenas olhando os defeitos e a rejeitando, enquanto ela continua avançando. Nessa “nova era” você que escolhe se fica para trás ou se torna um “desses caras” que estão construindo o futuro, o nosso futuro. A escolha é sua.

“Para quem não sabe para onde ir, qualquer caminho serve.” – Albert Einstein.

Sobre a Convidada:
Deborah Saldanha

Deborah Saldanha

Deborah Saldanha

18 anos
Empreendedora
Estudante de Engenharia de Produção
Gerente de Marketing na empresa Ciência e Tecnologia Empresa júnior (CTEJ)

Quero Escrever um GuestPost