iFood e Tembici lançam projeto de bike elétrica para entregas

Conforme a pandemia começou, diversos mercados passaram por mudanças drásticas. Quase todos tiveram que se adaptar com um mercado online e atualizado para suprir as necessidades da empresa e dos clientes. Um mercado que ganhou destaque nos últimos meses foi o de delivery. E algumas atualizações seguem sendo feitas, principalmente no iFood

Apesar do aplicativo ter passado por protestos envolvendo os direitos dos entregadores, o iFood vem aos poucos se renovando para melhorias. A do momento envolve to fornecedor de micromobilidade, Tembici. As duas empresas se uniram e anunciaram, juntos, o projeto iFood Pedal

Rolando desde a última quinta (01), o projeto foi desenvolvido a fim de oferecer e-bikes da Tembici para os entregadores do iFood. Assim, o projeto amplia a possibilidade de usar bikes para os entregadores de São Paulo neste começo.

“Nosso anúncio de notícias está focado no lançamento do programa piloto da primeira fase, para melhor atender as necessidades das pessoas que entregam alimentos. E que usam a bicicleta como seu principal meio de transporte”, justificaram as empresas. 

O objetivo do projeto é tornar as cidades no Brasil mais sustentáveis. Tanto que o programa promete diminuir o tráfego de automóveis e, consequentemente, o número de emissões no país. 

Com a intenção de melhorar no futuro, as empresas vão coletar dados e feedbacks. “Fizemos várias rodadas de pesquisa com entregadores de bicicletas. Nosso objetivo aqui é melhorar a experiência e a segurança dos trabalhadores de bicicletas”, afirma o iFood. 

Além da melhora da experiência e segurança, as empresas também agiram quanto a saúde dos profissionais. As medidas para prevenção do Covid estão sendo tomadas.

iFood Pedal é gratuito? 

Até o momento, não. As bikes podem ser adquiridas com cartão de crédito, mas já há planos para, futuramente, incluírem outras formas de pagamento.

De acordo com as informações divulgadas, para o uso das bicicletas, os entregadores devem pagar uma quantia de R$ 9,90 por semana. Com esse valor, os entregadores tem o direito de usar as bicicletas da Bike Sampa. Contudo, para quem quiser usar as bicicletas elétricas, terá que pagar uma diária adicional de R$ 2. 

Quem usar, tem direito a duas de viagens de até quatro horas, respeitar o intervalo de quatro horas entre cada uma das viagens. Entretanto, para cada hora adicional, serão cobrados R$ 5.

Para usar o plano, é preciso acessar a aba iFood Pedal pelo app exclusivo de distribuidores. As bicicletas podem ser usadas depois do cadastro, seleção e, por fim, o pagamento do plano. 

A primeira fase vai contar com um piloto que inclui um plano flexível para o uso das bicicletas da Tembici, local de parada para descanso (iFood Pedal Support) e um curso educativo online. Esse curso é para melhorar a segurança e o bem estar das pessoas. 

Segundo as empresas, serão mais de 500 e-bikes em operação na cidade de São Paulo nos próximos meses. Por fim, para 2021, o iFood e a Tembici pretendem expandir o serviço.

FONTE

Compartilhe:
Artigos relacionados