Influenciadores digitais que merecem destaque durante a pandemia

A era digital já é a realidade. As redes sociais são o atual local dos usuários apaixonados pela internet. Com elas, nasceram o que são chamados de influenciadores digitais. Fundamentais para o dia a dia, os influenciadores funcionam – para muitos – como válvulas de escape do tempo no transporte público e no trabalho. 

Não só pelo entretenimento, muitos são admirados pelas visões de mundo ou influência no consumo, por exemplo. 

Em tempos de quarentena, a importância dos influenciadores só cresce. Com as pessoas em casa, muitos buscam uma fuga da tensão da pandemia ou do tédio. 

Por sua vez, como já mostramos aqui na semana passada, Gabriela Pugliesi furou as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde), causando polêmica. O que colocou o poder dos influenciadores digitais em pauta. 

Um dos pontos da pandemia, é que muitas coisas tiveram que ser ressignificadas. Com isso, muitos influenciadores digitais também tiveram que modificar seus conteúdos. As viagens, os restaurantes e a definição de “vida perfeita” tiveram que tomar novos rumos. 

E isso também muda a percepção de como a internet passa a enxergar os influenciadores digitais a partir de agora. 

Um toque de influência 

Com a atual situação, os “novos” influenciadores são vistos de igual para igual. Por isso, é importante muitos mostrarem mais a realidade, fraquezas, medos e, claro, mostrarem-se mais humanos diante desse cenário. 

Por isso, é fundamental se questionar: as pessoas que você acompanha merecem sua atenção? Para o influenciador, é também fundamental questionar se seu conteúdo está fazendo algo de bom para o público.

Ainda que seja difícil olhar o papel do influenciador como algo positivo atualmente, é importante saber que, na internet, ainda tem influenciadores digitais fazendo a coisa certa. 

À moda Carla Lemos 

Há 13 anos na internet, a carioca Carla Lemos conquista fãs com suas apresentações de tendências de vestuários através do site Modices. Além da moda, incorporou também discussões de feminismo, empoderamento e muito cuidado nas publicações. 

“A gente precisa se aprofundar mais, enquanto produtores de conteúdo. Reconhecer que com grandes poderes há também grandes responsabilidades. Influenciar é promover atitudes, mudar comportamentos, isso é muito poderoso”, conta Carla em entrevista ao Metrópoles

Em quarentena, a influenciadora realiza publicações de conteúdos de bem-estar e autocuidado em seu Instagram. Na entrevista, a influenciadora também reforçou que os influenciadores precisam ser uma influência positiva e agir com mais responsabilidade. 

Isolada em seu apartamento no Rio de Janeiro, ela tem dedicado suas publicações a conteúdos de bem-estar, autocuidado e controle dos efeitos emocionais causados pela quarentena.

Redes influenciadoras e sociais 

No mês de abril, a Squid realizou um estudo de comportamento das pessoas nas redes sociais entre os dias 15 e 21 de março. De acordo com os dados, houve um aumento de 24,2% na taxa de engajamento e mais de 27% no alcance dos stories. Os dados confirmar a busca do público pelo conteúdo das redes, o que torna uma responsabilidade ainda maior para os influenciadores. 

Tanto youtubers quanto celebridades do Instagram, Facebook e Twitter levantaram hashtags para disseminar a importância de ficar em casa. E até produzindo conteúdos relevantes, voltados para informação ou entretenimento. 

Outros conseguiram até levantar campanhas. O jornalista brasiliense Thiago Miranda, por exemplo, iniciou uma campanha de incentivo para divulgação dos produtos e serviços de microempreendedores e profissionais autônomos.

O sucesso foi tão grande, que, em alguns dias, a campanha contou com celebridades como Thaynara OG, Jonas Sulzbach, entre outras. 

LEIA TAMBÉM: ESPECIALISTAS DÃO DICAS DE COMO MANTER SEU MARKETING DURANTE A QUARENTENA

Ciência é poder 

Para quem acompanha os desdobramentos da pandemia desde o inicio, com certeza já escutou o nome de Átila Iamarino. Biólogo e pesquisador (como se apresenta nos vídeos do Nerdologia), Iamarino se tornou um importante nome da divulgação científica durante – e antes – o período de pandemia. 

Pelos vídeos do Nerdologia não trazerem a mesma densidade da situação – muito por trabalhar com tons de humor nos vídeos – o doutor em microbiologia decidiu transmitir lives semanais sobre a situação. Entre março e abril, Iamarino ganhou mais de 600 novos inscritos no YouTube, 350.000 seguidores no Instagram e mais de 256.000 no Twitter. 

“Por ter virado um grande porta-voz do assunto da vez, ele acabou entrando no radar de marcas que não têm ligação direta com o segmento dele”, avalia Rafael Coca, da agência Spark, depois da Chevrolet ter patrocinado uma foto de Iamarino. 

Outro grande reconhecimento da influência do biólogo foi o convite que levou Iamarino a participar do programa Roda Vida, da TV Cultura, no final de março.

FONTES
1 2 3 4

Compartilhe:
Artigos relacionados