Felipe Neto alerta influenciadores sobre posicionamento político

No último sábado (09), o youtuber Felipe Neto realizou uma crítica aos influenciadores que não se posicionam politicamente nos dias de hoje. Em seu vídeo Respondendo Perguntas com toda a Verdade, Felipe iniciou um discurso crítico após responder um questionamento de um fã e afirmou que não há como influenciadores continuarem sem se posicionar. 

No vídeo, ele explica que entendeu o “não-posicionamento” de alguns durante as eleições de 2018 até o início do governo de Jair Bolsonaro, em 2019. 

No entanto, um dos pontos que o youtuber aponta como inaceitável é o protesto liderado pelo presidente contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF). “Influenciador que não se manifesta agora é cúmplice”, afirma. 

Sua declaração tomou conta da internet entre o último domingo (10) e a segunda-feira (11), colocando muitos debates em pauta. E colocando nomes de vários influenciadores em destaque. 

Tanto que o próprio Felipe Neto deixou de seguir alguns influenciadores e artistas no Twitter e no Instagram. O motivo é justamente o da isenção com o assunto é posicionamento político. Ivete Sangalo, Marina Ruy Barbosa, Whindersson Nunes, Larissa Manoela e Kevinho foram alguns dos nomes que o youtuber descartou das suas redes sociais. 

Reactions

Esse passo adiante do influenciador resultou em muitos aplausos, como também muito ódio. Entre os artistas que o apoiaram estavam a atriz Leandra Leal e os políticos Maria do Rosário e Ciro Gomes. Nesse meio, a conta oficial do Partido dos Trabalhadores (PT) compartilhou o trecho do vídeo em seu Twitter. 

A ação do partido causou ainda mais revolta aos opositores. Isso porque o próprio Felipe Neto retweetou o post feito pelo PT agradecendo e reforçando que é “hora de unir forças”. 

Essa atitude fez com que muitos usuários resgatasse antigos tweets e declarações do influenciador contra o partido. O que fez com que muitos invalidasse o discurso de Felipe.

Por sua vez, o influenciador explicou que segue não sendo um eleitor do partido, mas que seu discurso mudou com a ascensão de Bolsonaro.

“Jamais escolheria qualquer político alinhado com a filosofia de Bolsonaro, sob nenhuma hipótese, qualquer que fosse o adversário”, explica

O influenciador também teceu críticas à polarização de esquerda e direita, representada pelo PT e pelo bolsonarismo, respectivamente. E citou em seu Twitter que esperava ataques da direita, mas não do outro lado. “É esse o motivo dessas pessoas só repelirem os outros e não conseguirem simpatia. Se isolam e depois não entendem porque perdem eleições”, publicou. 

LEIA TAMBÉM: INFLUENCIADORES DIGITAIS QUE MERECEM DESTAQUE DURANTE A PANDEMIA

A influência de um influenciador 

Após o discurso publicado por Felipe em seu canal, o youtuber Lucas Rangel também se manifestou em seu Twitter. “Ontem o vídeo do @felipeneto foi um tapa de realidade. Eu não falo sobre política por não saber muito, porém isso não me impede de mostrar meu lado nessa história: ele não me representa”, publicou. 

Lucas também explicou que não dá mais para ficar calado diante a negligência do governo. E recomendou que seus seguidores estudem e se informem. 

De maneira distante e não proposital, outro acontecimento também colocou o papel do influenciador em pauta. Na última sexta (08), a cantora Anitta foi elogiada após promover uma conversa sobre política com a jornalista Gabriela Prioli em seu Instagram. 

Depois de ser “cancelada” várias vezes por não se posicionar, a cantora expôs sua ignorância quanto aos conceitos dos três poderes políticos. Muitos artistas e celebridades elogiaram Anitta pela iniciativa, mas principalmente por se mostrar leiga e colocar em discussão sobre a obrigação do posicionamento. 

“Uma pessoa não deveria se posicionar por pressão, mas por convicção”, falou Gabriela à cantora, e amiga. “Acho super responsável sua posição que é ‘não sei desse assunto, então vou entender antes de falar’. Irresponsáveis são aquelas que têm projeção, muitos seguidores, e falam sem entender o que isso significa”, finaliza. 

A situação com a cantora, que ocorreu antes da publicação do vídeo de Felipe Neto, ganhou ainda mais força após todos os posicionamentos. 

Todo o conflito de discursos coloca um importante ponto aos influenciadores sobre o dever de posicionar, mas de se posicionar com conhecimento e consciência. 

FONTES
1 2 3 4 5

Compartilhe:
Artigos relacionados