Redes sociais registram picos históricos em período de quarentena

Em tempos de quarentena e com todos dentro de casa, o entretenimento vem se mostrando ferramenta essencial para descontração. Um dos núcleos mais utilizados como escape é o das redes sociais. Seja utilizado para comentários ou aprender novas brincadeiras, habilidades e até recursos para cozinhar. 

De acordo com dados da consultoria Kantar, o Facebook, WhatsApp e Instagram cresceram 40% entre os dias 14 e 24 de março. A Associação Americana de Psicologia, em um artigo sobre isolamento social, classificou o isolamento social como um risco à saúde. Com citações a uma análise de estudos científicos sobre falta de conexões sociais, o estudo coloca também que a solidão e o isolamento social são duas vezes mais danosos à saúde física e mental do que a obesidade, por exemplo. 

Uma comparação com os dados atuais, YouTube, Facebook e WhatsApp eram as três redes sociais mais utilizadas em janeiro deste ano. Entretanto, ao dar um salto para abril o destaque, por sua vez, ficou com o Pinterest. Atualmente com 38 milhões de usuários brasileiros, o app atingiu um pico de interações nas primeiras semanas da quarentena – por volta de meio de março. 

A força do Pinterest entre as redes sociais

Segundo Mariana Sensini, diretora de crescimento do Pinterest para Brasil e América Latina, o app nunca teve um engajamento tão alto quanto nesse período. Os principais motivos para esse crescimento é a busca por dicas de alívio de estresse, atividades para fazer em casa, receitas simples e também dicas de como trabalhar com os filhos em casa. 

“Claramente as buscas que mais crescem são aquelas que auxiliam as pessoas em temas relacionados à quarentena (…) O Pinterest tem se mostrado uma plataforma funcional ajudando as pessoas nesse momento de pandemia de coronavírus”, explica. 

Mariana argumenta também que um dos principais focos da rede social é ser uma ferramenta de descoberta visual. “As palavras nem sempre são o suficiente para descrever os desejos e as imagens ajudam nisso”. E isso torna o Pinterest uma das redes sociais mais diferente das outras. 

Um mundo além do Pinterest 

Outra rede social que busca o estímulo de publicações positivas é o Instagram. Tempos atrás, a rede passou por reformulações em seus sistemas para auxiliar ainda mais os usuários – um delas, por exemplo, foi a exclusão do like nas publicações.

Nos primeiros dias de março, a rede de Mark Zuckerberg lançou o adesivo do “Em Casa”, para os usuários publicarem suas fotos do dia a dia. E também incentivar outros usuários ficarem dentro de casa. Outra estratégia da rede foi o lançamento do recurso co-watching. A ferramenta permite mostrar imagens para um amigo durante uma videochamada.  

Nesse segmento, a instituição de caridade, Mental Health Foundation promove manutenção da saúde mental há 70 anos e, atualmente, recomenda a conexão com amigos e entes queridos. As redes sociais, nesse sentido, mostram-se ferramentas essenciais.

A fundação pede para que os usuários estejam em contato com outras pessoas regularmente, principalmente quem mora sozinho. “Essas são boas formas de manter-se perto das pessoas que são importantes para você”. 

FONTES
1 2

Compartilhe:
Artigos relacionados