Conheça o PodPROFS: Podcast de apoio para formação de professores

Há anos, o podcast vem ganhando seu espaço entre os ouvintes. Em 2019, a mídia tradicional embarcou na jornada de explorar o que a mídia oferece de melhor. A Globo, por exemplo, não só lançou seus próprios podcasts, como também aproveitou a mídia em uma de suas novelas. E uma das frentes que a mídia vem ganhando mais destaque é na educação. Uma prova disso? O PodPROFS

Criado pelo Programa de Formação de Educadores da SOMOS Educação (PROFS), o programa visa fomentar o debate sobre a educação. Nos episódios, o objetivo é trazer temas relevantes para educadores, abrindo espaço para novas discussões e pontos de vista. 

Lançado em novembro de 2019, o primeiro episódio do PodPROFS, trouxe os professores Antonella Cantinari e Adriano Nunes. Ela, mestre em Letras pela UFRJ e escritora de literatura infanto-juvenil, junto com o mestrando em Ensino de Matemática pela UFRJ, discutiram as características, os desafios e a importância da formação de professores no Brasil. Para já começar o pé direito. 

Já no segundo episódio, foi feita uma análise sobre habilidades socioemocionais na educação. A professora Marina Fortes tocou em assuntos como as aplicações dessas habilidades em sala de aula, como também as repercussões na qualidade de aprendizado dos alunos. 

Os dois episódios podem ser escutados gratuitamente em plataformas de streaming de música, como Spotify. Ou em agregadores de podcast. 

PROFS além do podcast 

Não é conteúdo só através do PodPROFS. A plataforma também disponibiliza cursos online para aprimorar o desenvolvimento dos profissionais. Eles são disponibilizados para escolas parceiras, que estão inscritas no Plurall ou que utilizam algum material ou sistema do SOMOS. 

Para este ano, a proposta é aplicar novas metodologias em sala de aula, ajudando educadores a promover processos de ensino-aprendizagem significativos. 

Além de oferecer novas ferramentas. Como o próprio podcast, por exemplo. 

O podcast como ferramenta de ensino 

O principal poder que a mídia fornece para este segmento é a facilidade de distribuição e consumo. As duas características resultam na liberdade do aluno consumir aquela aula como e quando ele quiser e quando for melhor. 

O cenário escolar provoca diferentes reações nos alunos. O acordar cedo influencia em seu aprendizado, como também diversas outras situações. A pressão de uma prova na próxima aula, a ansiedade pelo intervalo, a falta de uma boa alimentação. Contudo, o podcast faz com o que o aluno aprenda quando ele reconhecer que é a melhor hora. 

Segundo Kristin Fontichiaro na obra Active Learning Through Drama, Podcasting And Puppetry, “gravações de áudio digital podem ser ferramentas rápidas para capturar e documentar o aprendizado do aluno”. Em suas palavras, as gravações são como uma ferramenta para estudantes que possuem grandes ideias, mas com limitações em transcrevê-las. 

Esse é outro ponto importante. A mídia oferece um modo de aprendizagem através do “escutar”. O que auxilia muito crianças com maiores dificuldades de leitura. 

O podcast também oferece uma liberdade de participação. Ou seja, nele, é possível se envolver, trocar ideias e se expressar. Além de que o podcast pode ser feito com qualquer assunto. 

A vantagem, além para os alunos, também é existente para os professores. Atualmente, qualquer equipamento captura um bom áudio – alguns melhores do que outros, claro. Um simples smartphone já funcionaria como um captador, além da distribuição também ser bastante funcional. 

FONTE

Compartilhe:
Artigos relacionados