Essential encerra seus trabalhos e cancela projeto inovador

Fundada por Andy Rubin, também criador do Android, a startup Essencial anunciou o fim de suas operações na última quarta (12).

De acordo com o comunicado divulgado, o encerramento se deve pelas dificuldades de andamento com a produção do Project GEM, um smartphone alongado. 

“Apesar dos nossos melhores esforços, levamos o Gem até onde podíamos e agora infelizmente não temos um caminho claro para entregá-lo a nossos consumidores.

Com isso em mente, tomamos a difícil decisão de encerrar as operações e fechar a Essential”, comunicou oficialmente a empresa. 

Quem vai sofrer com isso é o smartphone Essential PH-1. O celular não vai mais receber atualizações de firmware ou de segurança.

Usuários do serviço Newton Mail também perderão seus direitos. No caso, o acesso ao serviço vai funcionar até o dia 30 de abril deste ano. 

“Às comunidades da Essential e Newton Mail, oferecemos nosso mais profundo agradecimento pelo apoio e paixão. Vocês nos motivaram, nos mantiveram em pé e fizeram valer a pena”, conclui.

Um passado conturbado da Essential 

Por mais que o complexo trabalho técnico tenha sido o motivo divulgado, já é de conhecimento que Rubin se envolveu em polêmicas no passado.

Sendo considerado o “pai do Android”, Rubin saiu da companhia devido a uma série de denúncias de má conduta e assédio. 

Na Essential, manteve-se uma boa relação com a companhia do Android, com rápidas atualizações. Em seus cinco anos de trabalho, a empresa lançou apenas o PH-1, que ficou responsável por popularizar o termo notch – referente ao entalhe que circunda a lente frontal e o receptor de som. 

Apesar de um lançamento chamativo, o dispositivo ficou sem espaço no mercado. Tanto que a empresa reduziu o preço do aparelho rapidamente. Além da questão da companhia ter cometido uma gafe envolvendo spam

FONTES

1 2

Compartilhe:
Artigos relacionados