Rihanna Empreendedora: nasceu em Barbados, na América Central em 1988, ela tem 31 anos e hoje detém o titulo de A Cantora Mais Rica do Mundo, Superando a Madonna e a Beyoncé.

Mas acontece que o caso da Rihanna é diferenciado, não é bem sobre música que vamos falar nesse post, mas sim como ela fez pra acumular mais de 600 milhões de dólares no seu patrimônio!

O grande segredo em casos de artistas desse nível é, sem dúvida, o Branding Pessoal, ou como a gente se apresenta para as pessoas e como passamos a trabalhar próprio nome como uma marca de forma que tenha algum tipo de representação!

A Rihanna sem dúvidas é um case de sucesso.

Claro que a maior parte do dinheiro que a Rihanna ganha vem da sua carreira como cantora, afinal vender 60 milhões de álbuns deve dar um dinheirinho, né?

Porém, além de ser uma grande cantora, ela também pode ser pra gente um grande exemplo de como é possível aproveitar seu talento e quem você é, à favor da sua marca pessoal, fazendo o seu nome virar um grande negócio.

A Rihanna já era bem conhecida pela sua imagem, o estilo de se vestir, a maquiagem e as tatuagens. Que sempre mostraram ela como uma pessoa decidida, alguém forte.

Ao longo dos anos ela se fez presente dessa forma, agindo de acordo com uma pessoa que conhece a realidade das mulheres e que cria a visão do empoderamento, bastante buscado na sociedade.

A vida da Rihanna nunca foi fácil. E alguns episódios na sua biografia, como aquele caso lamentável com o Chris Brown, ou de quando ela teve que processar o próprio pai, mostram que ela nunca foi uma mulher de se dar por vencida e baixar a cabeça.

Hoje em dia tem até um pessoal preocupado que ela tenha matado tantos homens nos clipes que ela lança, vê se pode!

Rihanna Empreendedora

Essa imagem de mulherão da p*** se tornou inerente à Rihanna e quanto mais Bad Ass ela foi se tornando, quanto mais cabra da peste, e conforme ela foi compartilhando a sua personalidade com as pessoas e defendendo suas bandeiras através das redes sociais e da sua arte, ela foi fazendo a sua história agir à favor do seu Branding Pessoal.

No caso dela essa visão aconteceu naturalmente, de forma genuína, por causas verdadeiras, agindo sempre alinhada e coerente às atitudes dela como artista e é por isso que tantas pessoas se identificam.

A Rihanna como Marca e o Marketing de Influência

Rihanna Empreendedora: Em 2014 ela foi convidada pela PUMA para cumprir o papel de diretora criativa desportiva voltada para o público feminino, surgindo então a marca Fenty x Puma.

-> http://rihanna.com.br/fenty-puma/

-> https://www.instagram.com/p/wrPORjhMzT/

Lá ela se mostrou ser uma excelente estilista e abraçou de vez a sua origem nas redes sociais, fazendo a sua imagem criar vida e mostrando um potencial de mercado enorme no mundo da moda entre mulheres jovens. 

Nessa mesma época ela já havia iniciado um projeto chamado de ‘styling’, a ‘Fr8me’, com o intuito de cuidar do visual de várias celebridades.

Em 2015 alguns engraçadinhos até inventaram o boato de que ela ia fundar uma vertente da sua marca chamada MaRihanna, pra fazer uma linha de produtos voltados para os consumidores de maconha nos Estados Unidos.

Coisa que ela desmentiu horas depois. Mas que causou um buzz enorme, já que ela havia se mostrado capaz de fazer isso, quando parou de esconder que utilizava a planta de forma recreativa

Fala sério, é totalmente plausível para alguém como ela investir nesse ramo, com o cenário de comercialização nos Estados Unidos!

Mas aí, em 2017, ela realizou um acordo com a Sephora e lançou a sua marca” Fenty Beauty”, uma linha de cosméticos que presa pela inclusão e diversidade, oferecendo lingeries, sapatos e produtos de beleza que podem ser aplicados em mais de 40 tipos de pele.

Essa última invenção apareceu na lista de 25 maiores inovações daquele ano da Revista Time, só pra você ter uma ideia.

Grande decepção

Nesse mesmo ano foi que ela precisou entrar com um processo contra o próprio pai, Ronald Fenty, e dois de seus sócios, por fraude e publicidade fraudulenta usando o nome Fenty para vender a participação da Rihanna em campanhas e apresentações sem que ela soubesse.

Algumas empresas tiveram milhões de dólares de prejuízo.

Vida de empreendedora não é fácil mesmo.

Em 2018 ela lançou a coleção Savage X Fenty, como uma das ramificações do seu império do universo da moda e beleza, com 90 peças de lingerie, pijamas e acessórios.

Mais recentemente surgiram notícias de que a cantora iniciou uma pareceria com a Louis Vuitton, na criação de uma linha de acessórios e roupas de luxo, que deverá ser apresentado em salões de moda no mundo inteiro com foco em diversidade e na comunidade negra.

O slogan da nova linha é algo como “para que todas as mulheres possam tornar-se parte deste universo”.

É ou não é a cara dela?

O legal é que a partir das redes sociais a Rihanna está sempre usando sua marca pessoal para vender seus produtos, ela faz questão de mostrar aos seus seguidores que está sempre diretamente envolvida em todos os detalhes.

Desde o design ao processo de produção, fazendo escolhas das cores e dos materiais que serão utilizados e participando dos ensaios de divulgação, ela é a própria garota propaganda.

Seus fãs também podem acompanhar tutoriais de moda e maquiagem filmados por ela e prévias de novas coleções, o que criam uma proximidade enorme entre artista e público.

Os fãs da Rihanna estão 3,7x mais dispostos a comprar produtos da cantora do que de outras celebridades, de acordo com uma pesquisa feita pelo The NPD Group.

-> https://www.npd.com/wps/portal/npd/us/news/press-releases/2016/rihanna-is-the-most-marketable-of-all-big-name-celebrities

Considerações

Pois é, pra alguém com uma agenda tão lotada como a de uma das maiores cantoras das últimas décadas e que também faz umas pontas como estilista e modelo, ela deve receber ajuda de muita gente pra montar uma estratégia e cuidar direitinho da sua imagem e da sua marca Fenty.

Certamente existem profissionais colaborando com toda a produção e montagem de estratégias para que a Rihanna colha muitos frutos de sua imagem.

Um deles é o CEO e cofundador da Roc Nation (estúdio que detém os direitos musicais da Rihanna), Jay Brown, que segundo a Forbes, tem cada vez mais usado seu tempo exclusivamente com a cantora.

Porém não podemos acreditar que esse tipo de cuidado deva ser feito apenas por quem já tem um background financeiro, como no caso da Rihanna.

Cuidar do Branding Pessoal é uma tarefa difícil, mas que deve ser levada como prioridade por todo mundo que almeja empreender e associar a sua imagem a algum tipo de credibilidade.

Até a próxima e parabéns Rihanna Empreendedora, você é de mais!

Um abraço,

Igor Seco