Já aconteceu de em algum momento de pressa, você pegar o celular e não ter bateria? Ou não ter internet? Nessas situações, como fazer para conseguir pedir um carro ou mandar mensagem para alguém te buscar? Não há muito o que fazer, na verdade. Entretanto, a Uber decidiu mudar um pouco essa situação. 

Isso porque a empresa inaugurou, no Terminal 1 do Aeroporto Internacional Pearson de Toronto, o primeiro quiosque para ajudar passageiros a pedir o carro sem o app. O objetivo é não só simplificar o acesso de turistas ao serviço. Mas também resolver as dificuldades de quem está chegando ao Canadá. As operações com o ponto físico começaram agora no final de agosto. 

O quiosque da Uber conta com um monitor para exibir informações. E toda a interação é realizada por meio de um iPad Air e um leitor de cartão de crédito. “Uma influencia para o quiosque da Uber veio dos jogos de arcade. Em comparação com um PC em casa, criam um ambiente social convidando outros a ajudar o usuário principal”, explica Anurag Argawalla, chefe da equipe de inovação. 

O equipamento também conta com uma câmera e um leitor de documentos. Com a intenção de ajudar na acessibilidade, a Uber incluiu um telefone que informa, através de áudio, para pessoas com deficiência visual. 

Essa ideia de oferecer um meio físico para passageiros é desenvolvida desde 2018, mas só agora posto em prática. E não há informações sobre a instalação do quiosque em outras cidades. Por enquanto. 

Só uma ajuda da Uber?

Por mais que a empresa afirme a estratégia de facilitar a vida de passageiros, a instalação do quiosque também se mostra uma busca pelo aumento de ganhos. Isso porque, nos últimos anos, a Uber vem sendo questionada sobre sua capacidade de gerar lucro. No último trimestre, por exemplo, a empresa teve um prejuízo de US$5,2 bilhões

Segundo jornalistas internacionais, a Uber vem em busca de diminuir essa conta cortando custos e demitindo funcionários. E como a outra solução é gerar recursos de qualquer jeito, lançar quiosques no aeroporto se demonstrou uma forte estratégia. Até porque é um lugar para atingir um público não tão habituado com o aplicativo

“Atualmente, as pessoas estão limitadas pelo celular, disponibilidade de rede e planos de dados limitados (…) Quiosques podem ser uma solução para várias pessoas. Como quem precisa de uma corrida de um ponto A ao ponto B sem um smartphone ou conexão”, publicou a Uber em seu blog. 

Apesar da forma física ser uma novidade, a empresa já oferece o serviço sem precisar do aplicativo. Como é reportado pela Business Insider, é possível pedir um carro da Uber pela versão web. Ou seja, sem precisar do app instalado. 

FONTES

1 2