Sábado, estava em casa decidindo se iria escrever aqui para o blog, continuar Jessica Rainbow ou assistir um seriado que estava vendo, foi quando me deparei com o “Código de Bill Gates” que acabara de estrear.

Esqueci todos os outros plano e me joguei para assistir essa mini série, que tem 3 capítulos com um pouco mais de 45 minutos cada e foi sensacional principalmente por não focar apenas na Microsoft.

Eu não sou tipo crítica de cinema, mas vou ressaltar alguns pontos importantes, não querendo dar spoiler, mas entregando aqui meu sentimento quanto aos capítulos.

Encantada e aprendendo mais sobre a felicidade

A primeira coisa que me chamou a atenção, foi o fato que acontece com a maioria dos empreendedores: a facilidade com a perda de foco.

Digo isso, pois tendemos a ter muitas ideias e querer executar todas e logo no começo o Bill fala que é preciso ensinar a mente para ela saber qual a prioridade no momento.

A história na real, é um mix da vida dele junto com o que ele está fazendo desde que deixou a Microsoft em 2008 (eu não sabia disso, pensei que tinha sido algo recente).

Ele nasceu em uma família com uma ótima condição financeira e desde pequeno muito otimista e feliz, “Happy Boy“.

As mulheres da vida do Bill

A mãe o ensinou bastante e o desafiou até a sua morte, a ser um menino vencedor e que ajudasse a sociedade através da filantropia.

Ele tem mais duas irmãs e todos viviam intensamente a vivência com a família, onde viajavam com os amigos anualmente, promovendo competições e ensinando a importância do vencer o que refletiu positivamente, na vida de todos.

A segunda estrela é a Melinda Gates. Uma mulher realmente incrível. Esposa do Bill!

Eu não conhecia bem a história dela, e também não focaram muito nisso, mas sim, ela e é foi a estabilidade do marido, assim como a forma de humanizar as ideias inovadoras dele.

Eles são sócios e trabalham juntos, lado a lado, para ajudar a mudar o mundo, sim mudar o mundo.

Frentes de mudança

A mini série mostra 3 frentes que o casal trabalha para ajudar:

  • Saneamento básico em países subdesenvolvidos;
  • Vacinação de poliomielite para erradicar a doença no mundo;
  • Energia limpa para a diminuição de CO2 na atmosfera.

Como falei ali em cima, são projetos bem ousados que dependem de mil coisas e é bom assistir para entender o processo que ele usa para iniciar seus objetivos.

Além disso, ele mostrou que para um projeto ser grande, a liderança precisa ser certeira e exigir além do melhor dos seus funcionários… é necessário desafiá-los diariamente.

Amizades e Sociedade

Aqui, mostra também como os sócios se fizeram importantes em diferentes fases da Microsoft, hoje com a Melinda e sua amizade próxima com o Warren Buffett.

Acredito que ele tenha muita confiança em fazer as coisas, mas ele nunca esteve só, sempre rodeado de pessoas que o fizeram crescer!

Ah, não esquecendo de seus novos sócios das startups que ele investiu (pessoas muito fora da curva), para resolver os problemas do mundo.

O Código Bill Gates

Inside Bill’s Brain: Decoding Bill Gates é uma série de documentários em três partes da televisão pela web 2019 criada e dirigida por Davis Guggenheim.

A premissa da série explora a mente e as motivações de Bill Gates, ex-CEO da Microsoft e fundador da Fundação Bill e Melinda Gates, junto com sua esposa. – Wikipedia.

Trailer

É isso gente!

Deixem nos comentários se assistiu e o que achou!

Beijoca!

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

E-mail: talita@startupsstars.com

Fan Page do Startups Stars

Blogueira de IntraEmpreendedorismo