Durante a cúpula do G20, no Japão, o presidente americano, Donald Trump, reconsiderou sua decisão e liberou tanto a Huawei quanto outras empresas chinesas para negociações nos Estados Unidos. A escolha foi feita após Trump se reunir com o presidente chinês, Xi Jinping, no último sábado (29). 

O anúncio demonstra uma trégua durante uma dura batalha comercial entre os dois países. Além de também significar uma forte aliada para a empresa chinesa, já que a Huawei perdeu parcerias de empresas como Google e Facebook. A proibição poderia custar prejuízos de cerca de US$100 bilhões à Huawei em dois anos, segundo o fundador e executivo, Ren Zhengfei. 

No entanto, o novo acordo é aplicado apenas para produtos disponíveis em todo o mundo. Ou seja, equipamentos menos comerciais não estão inclusos na relação. 

Mas, o que essa novidade significa para o mercado tecnológico?

A relação entre Huawei e Estados Unidos

Criada em 1987, a Huawei se tornou a maior fabricante de equipamentos de telecomunicações do mundo. E é hoje também a segunda maior fabricante de smartphones. Com foco em pesquisa e desenvolvimento, a empresa é marcada pelo fornecimento de serviços de banda larga e móvel. 

Nisso, é possível enxergar o novo acordo não só como uma estratégia para diminuir o atrito entre os dois países, como também mercadológica. Muito pelo fato da Huawei ter exportado cerca de 59 milhões de celulares, rendendo uma receita de US$107 bilhões no ano passado.

A dúvida que fica é se a empresa conseguirá manter o mesmo nível após a retomada da relação. 

Isso porque muitos senadores americanos não gostaram da medida tomada pelo presidente. Já que acreditam que essa relação mais próxima com a Huawei pode fazer com que a inteligência chinesa possa explorar a distribuição global da tecnologia americana. 

Também no Brasil

Apesar da medida ser uma relação direta entre a empresa e o país norte-americano, o Brasil também tem sua parte. Isso porque a Huawei anunciou dois novos quiosques em São Paulo. Um no shopping Morumbi, que iniciou sua operação nesta segunda (1). E outro no shopping Eldorado, com início programada para esta terça (2). 

E já chegaram com promoção. Para os brasileiros que visitarem os quiosques durante a inauguração, pode aproveitar um bônus de R$1 mil reais – ou mais – na troca do celular antigo pelos novos modelos: P30 Pro ou P30 Lite.

Para isso, é preciso apenas levar o seu smartphone antigo – desde que seja homologado pela Anatel – e a equipe da Huawei irá avaliá-lo. 

A promoção remete a ação realizada pela empresa há dois meses, quando a fabricante retomou os trabalhos no Brasil.

Fontes

1, 2, 3