Definir o preço de venda é um grande desafio e impacta diretamente os resultados de um e-commerce. Por isso, é importante utilizar a técnica correta de precificação para alavancar a receita e realizar uma boa gestão de vendas.

Ao escolher o mix de produtos para compor a vitrine do seu e-commerce, tenha o cuidado de atribuir os preços corretos a cada um para praticar o que é justo para o consumidor e, ao mesmo tempo, manter sua loja competitiva no mercado.

Este post tem o objetivo de ajudá-lo na definição do preço de venda dos produtos no seu e-commerce. Para isso, elaboramos cinco passos que você deve seguir para ter sucesso em seu negócio. Acompanhe!

O que considerar na formação do preço de venda?

Para definir o preço de venda de um produto, você precisará conhecer a fundo o segmento em que seu negócio está inserido, assim como a concorrência e os preços praticados no mercado.

Tenha um cuidado especial com o público-alvo, pois, embora seja importante levar em conta os aspectos do parágrafo anterior, pode ser que seu consumidor final não esteja dentro do grupo de poder aquisitivo que você definiu. Por isso, talvez seja necessário revisar a precificação.

Se na sua loja há um produto com grande potencial de vendas, ao apostar no volume atribuído a ele, certifique-se de que o preço estará acompanhando as tendências do mercado, para aumentar e assegurar a estabilidade do Market Share correspondente.

Qual é a importância da precificação correta?

Adequar o preço de venda ao negócio, ao mercado e ao público-alvo mantém as chances de equilíbrio financeiro e permanência do e-commerce ativo por um longo tempo.

Para isso, o preço não deve ser muito aquém ou além do planejamento de vendas.

boa prática confere ao negócio maior autoridade como referência de bons preços, o que ajuda a manter a competitividade e os valores em harmonia com o mercado e atuando como termômetro, pois, se sua empresa sofrer queda nas vendas, um dos motivos pode ser o preço elevado.

Quando os preços estão justos, a tendência é que favoreça o capital de giro e, com isso, seja possível adotar estratégias de marketing e vendas mais interessantes para o consumidor.

Oferecer frete gratuito para um volume de compras ou descontos e promoções em datas comemorativas são opções válidas e atraentes para um consumidor exigente — caso seu e-commerce não ofereça boas condições, ele buscará na concorrência.

Como definir o preço de venda?

Em primeiro lugar, é muito importante atentar-se para o fato de que, embora o mercado e a concorrência ditem as regras da precificação, você não pode formar o preço de venda do seu e-commerce somente baseado nessas determinações.

A realidade interna pode ser bem diferente, e adotar um preço de venda sem verificar os custos inerentes a ele é um risco não calculado que ameaça o seu negócio e todo o investimento em uma velocidade tão grande, que você não terá a chance de defesa.

Você deve levar em consideração, inclusive, o quanto o seu consumidor está disposto a pagar pelos produtos que sua loja oferece.

Para aumentar as chances de acerto, observe os cinco passos a seguir!

1. Identifique os custos do produto

Despesas com água, luz, salário de funcionários e relacionadas diretamente à operação são alguns dos valores fixos que devem servir como base de dados para os cálculos da definição do preço de venda.

2. Calcule as despesas e custos da empresa de uma forma geral

Já as despesas variáveis saem da operação e vão refletir na venda efetiva dos produtos. Os gastos com campanhas de marketing, frete, embalagens, comissão de vendas e impostos são os principais exemplos. 

3. Defina a lucratividade desejada

Qual é o lucro desejado com a venda dos produtos do seu e-commerce? Você pode estabelecer uma margem de lucro global, por categoria de produtos ou ainda individualmente, de acordo com suas aspirações de faturamento.

4. Considere o custo direto

O custo direto é o valor que você gastará para adquirir o produto ou para a produção dele.

5. Analise os preços praticados pelo mercado

O consumidor virtual gosta de comparar preços, chegando a abrir um número grande de páginas por vez para encontrar fornecedores que ofereçam vantagens em suas compras.

Ele observa não apenas o preço, mas todo o valor agregado na operação.

Com as diversas opções e ofertas da concorrência, você deve seguir à frente do seu e-commerce em constante alerta sobre as estratégias alheias para não perder espaço e qualquer vantagem competitiva conquistada.

Há diversas maneiras de encantar um consumidor. Mas, antes, ele precisa se tornar um cliente assíduo da sua loja para criar vínculos e condições diferenciadas. Ter um bom preço, nesse momento de fidelização, é fundamental.

Como aplicar a precificação?

Utilizar o markup baseado nos custos e no lucro desejado é uma boa técnica de precificação. Como é um cálculo prático e aplicável a diversos tipos de produtos, poderá ser considerado para formação do preço de venda no seu e-commerce.

Para efetuar o cálculo do preço de venda baseado no markup, considere a seguinte fórmula:

  • 100 / [100 – (DV + DF + ML)]

Vamos entender o que significa cada um desses valores: 

  • 100 = custo do produto adquirido;
  • DV = Despesas Variáveis;
  • DF = Despesas Fixas;
  • ML = Margem de Lucro.

Cada produto tem um tipo de performance de venda no mercado, e você pode utilizar a fórmula levando esse fator em conta — estabelecer o preço por produto em caso de grande variedade ou ainda de forma generalizada, caso a sua opção seja a de trabalhar com um número reduzido de itens.

Veja um exemplo: se você decide comercializar um produto pelo qual pagou o valor de R$25,00 e pretende alcançar algum lucro com a revenda, é preciso levantar todos os custos sobre ele antes de definir o preço de venda.

Vamos supor que você chegou a um número para cada elemento da fórmula, onde DV corresponde a 10%, DF corresponde a 4% e MP seja o equivalente a 9%. Os resultados serão:

Markup = 100 / [100 – (DV + DF + ML)]

100 / [100 – (10 + 4 +9)]

100 / [100-23]

100 / 77 = 1,2987

R$25,00 x 1,2987 = R$32,47

Assim, chegamos ao valor final do seu produto: R$32,47.

Equilíbrio no preço de Venda

Como dissemos ao longo deste post, encontrar o ponto de equilíbrio no preço de venda é fundamental para manter um volume adequado de saídas do estoque e garantir a saúde financeira do seu e-commerce, preservando a rotatividade dos produtos e rentabilidade do negócio.

Gostou deste post sobre a definição do preço de venda no e-commerce? Aproveite a visita e veja como um intermediador de pagamento pode alancar as vendas de um marketplace!

Quero Escrever um Guest Post