A maioria dos carros híbridos do mundo são da Toyota. Por isso, é muito fácil dizer que a empresa é líder de mercado nessa tecnologia. A empresa tem cerca de 24 mil patentes na área e vai liberá-las.

A ideia é aumentar o número de carros híbridos nas ruas e, assim, diminuir a emissão de gases poluentes.

De acordo com a Reuters, 80% do mercado de carros híbridos pertence à Toyota. Por isso, é um avanço realmente muito grande com relação ao compartilhamento tecnológico.

A proposta da empresa é de mantê-las abertas até 2030. Além disso, por uma taxa, a empresa oferecerá consultoria para auxiliar no uso das patentes.

Essa não é a primeira vez na qual a Toyota faz isso. Em 2015, a empresa já havia liberado cerca de 6 mil patentes.

Carros Híbridos da Toyota

O primeiro carro híbrido, o Prius, foi lançado em 1997. Porém eles se espalharam pelo mundo no ano 2000. Desde então a empresa já vendeu mais de 13 milhões de carros híbridos.

Por isso, o compartilhamento de dados poderá ajudar muitas outras companhias.

As concorrentes

As empresas concorrentes estão pesquisando há anos as tecnologias híbridas. Isso tem acontecido, em especial, nas empresas da Europa e da China.

Esse fato se dá por causa das tentativas de regulamentar os níveis de poluição desses locais. Cada vez mais eles estão tentando evitar que os meios de transporte aumentem a péssima qualidade do ar.

Ou seja, a liberação das patentes da Toyota podem facilitar os avanços tanto das empresas quanto das leis.

Outra empresa já fez a mesma coisa

Outra empresa que já passou por isso foi a Tesla. O CEO da empresa também disse que pretendia ajudar a salvar o meio ambiente.

Elon Musk disse que a “Tesla foi criada para acelerar o advento dos transportes sustentáveis. Se abrirmos um caminho para a criação de veículos elétricos atraentes, mas depois colocarmos impedimentos de propriedade intelectual para inibir os outros, estamos agindo de maneira contrária a esse objetivo.”

Fontes 1 e 2