O mundo ficou surpreso com o teaser do novo filme de Will Smith. Por mais que o cinema esteja sempre usando tecnologia, esse trailer provou que nós ainda podemos nos surpreender.

No filme, chamado Gemini Man, Will Smith lutará contra ele mesmo. Isso não é uma novidade. Na própria dramaturgia brasileira nós já vimos atores atuando com eles mesmos. Quem não se lembra de Glória Pires como Ruth e Raquel?

Entretanto, no caso de Gemini Man a situação é diferente. O ator atuará com uma versão dele mesmo, só que 20 anos mais jovem. Ou seja, nós basicamente poderemos assistir ao Will Smith de agora lutando contra o Will Smith de “Um maluco no Pedaço”.

Por causa da tecnologia necessária para que o público acredite no que a história quer mostrar, foram necessários 20 anos.

O filme de Will Smith

O filme é dirigido por Ang Lee. Ele contará a história de um assassino de elite que pretende sair da carreira. Entretanto, ele começa a ser perseguido por alguém que sabe todos os seus passos.

Nos Estados Unidos, o filme deve ser lançado no dia 11 de outubro de 2019.

A tecnologia usada

Para a criação do clone foi usada uma tecnologia de captura de movimentos – a mesma usada para que o Mark Ruffalo se transforme no Hulk e para que Andy Serkis seja o Gollum de “O senhor dos anéis”.

Além disso, foi preciso mudar o esquema de gravação. Geralmente, os filmes atuais são filmados em 3D com resolução 4k, e em média, a taxa de fotogramas é de 24 quadro por segundo.

Porém, para esse filme foram feitos 120FPS (frames por segundo). Ou seja, as filmagens foram feitas em câmera lenta.

Ao todo, o clone jovem de Will Smith está em mais da metade do filme. Por isso, o tempo de gravação foi bem extenso.

O diretor e o estúdio ainda estão decidindo como será feita a exibição nos cinemas. O teaser do filme pode ser visto abaixo

Fontes 1 e 2

Thaís Dias

Diferentão Cultural