A internet

Nós estamos tão acostumados com a internet que parece que ela sempre existiu. Porém, essa tecnologia só tem 30 anos.

Tim Berners-Lee apresentou o World Wild Web para facilitar a comunicação. Em um primeiro momento, ela pode ter sido vista apenas como uma forma de compartilhar documentos.

Entretanto, as opções que a rede oferecem atingiram proporções inimagináveis. Porém, a vida dessa criação não foi feita apenas de conquistas. A internet completa 30 anos em meio a muitas polêmicas.

Em uma carta aberta divulgada no aniversário de sua descoberta, Tim Berners-Lee refletiu. Em seu comunicado, ele disse que a internet possui aspectos preocupantes. Entretanto, ele também afirmou que as pessoas parecem estar mais atentas aos riscos da rede.

Os três riscos à rede

Berners-Lee afirmou que existem três riscos principais à rede. Os fatores mais prejudiciais são:

  • Atividades maliciosas. Os hackers e outras pessoas que usam a internet para cometer crimes de assédio;
  • Anúncios baseados em clickbaits;
  • As discussões polarizadas.

Atualmente, a propagação de notícias falsas e mensagens de ódio, além do excessivo coletamento de dados preocupam. Não é tão raro encontrar pessoas que querem se manter longe da rede.

Apesar de serem problemas difíceis de resolver, o criador da internet acredita que eles têm solução. Entretanto, ela não é fácil. Ele crê em políticas públicas que garantam a liberdade da rede.

A solução proposta pelo Berners pode ser considerada radical. Uma espécie de reformulação da internet. Nela, novas regras legais e técnicas seriam criadas. Portanto, isso permitiria que erros cometidos nos últimos 30 anos fossem evitados.

Será que funcionaria?

Berners-Lee é um criador. Ele sabe o quão útil é a sua criação, porém tem noção de que ela pode ter ultrapassado muitos limites. E, por mais que ele sinta a necessidade de lutar pela internet, não é certo que esse seja esse o desejo mundial.

A população de uma forma geral está adaptada e animada com todos os aspectos da internet, incluindo os ruins. E, da mesma forma, as empresas públicas e privadas também estão satisfeitas com os resultados apresentados.

Por isso, é muito difícil que uma regulamentação do sistema seja efetivamente apoiada e aprovada.

Fontes 1, 2 e 3

Thaís Dias

Diferentão Cultural