Um novo ano chega e, com ele, novas contas. Cartão de crédito, IPTU e IPVA são apenas algumas das que impactam no orçamento do brasileiro logo no começo de ano.

Pensando nisso, o Guiabolso começou uma campanha para ajudar os usuários do aplicativo a organizarem o orçamento. Assim, eles podem começar o ano saindo do vermelho. A campanha “Guiabolso, paga meus boletos!” premiará 10 pessoas com um boleto pago no valor de até R$1500.

Os interessados em participar precisam:

  • baixar o aplicativo;
  • conectar suas contas bancárias;
  • entrar na aba Guia, que tem um feed com conteúdos personalizados.

Entre 5 e 18 de fevereiro, esses usuários receberão duas perguntas diárias de assuntos de temas diversos. No entanto, como cada uma tem um peso diferente, é possível recuperar os pontos mesmo que a pessoa perca alguma questão.

O resultado será divulgado em 20 de fevereiro e os ganhadores serão aqueles que somarem mais pontos.

O boleto cadastrado que concorrerá não precisa estar no nome do participante. “A ideia é fazer as pessoas começarem o ano com o bolso mais cheio e com uma dor de cabeça a menos”, explica Carol Baracat, diretora de marketing do Guiabolso,

No fim de 2018, o aplicativo fez uma ação de pagar contas de usuários do Twitter que se queixaram dos boletos na rede social. No total, 15 pessoas tiveram uma conta paga.

Contas que tiram o sono

O Guiabolso realizou uma pesquisa que constatou que a fatura do cartão de crédito é a conta que mais preocupa os brasileiros. No levantamento feito com 2.154 pessoas, 45% dos respondentes a indicaram como a conta que os faz perder seu sono.

Em seguida, vem o aluguel ou parcela do financiamento da casa (14%). O motivo do susto com as contas, segundo a pesquisa, é justamente o valor alto.

Com base nos dados de seus usuários em 2018, o Guiabolso calculou que as pessoas gastaram e média R$ 286 por mês com TV, internet e telefone. Contas residenciais (água, luz e IPTU) somaram R$ 584.

No caso do IPVA, o gasto em janeiro de 2018 foi de R$ 752. Já a fatura do cartão de crédito ficou em R$ 2.661.