Qual a vantagem de possuir palmilhas com GPS? Por qual motivo alguém iria querer outras pessoas controlando cada passo dado? É simples, algumas pessoas precisam desse tipo de cuidado.

Somente quem precisa cuidar de algum parente com limitações sabe o quão difícil é. Nem todo mundo tem condições para contratar um ajudante e manter o controle 24hrs por dia não é tranquilo.

Portanto, a vida seria mais simples se palmilhas com GPS fossem algo fácil de conseguir! Se depender da empresa americana, GTX Corp, isso já pode ser uma realidade na sua vida.

Palmilhas com GPS

O nome dado ao projeto foi Smart Sole – “palmilha inteligente”, em tradução livre. Essa tecnologia começou a ser concebida em 2002 e já está à venda no site da empresa.

De acordo com informações do site, as palmilhas com GPS foram produzidas para o seguinte público:

  • adultos ou crianças com autismo ou algum tipo de problema de desenvolvimento;
  • pessoas com Alzheimer ou algum tipo de demência;
  • pessoas que sofreram algum trauma cerebral – como alguns atletas;
  • qualquer um que não possa ficar sozinho sem estar em constante risco de se perder.

Nesse projeto, há um mini celular na palmilha do sapato do usuário. Esse aparelho precisa ser recarregado diariamente e estar sempre conectado à internet.

Dessa forma, é possível monitorar cada passo da pessoa. Porém, é importante ressaltar que é preciso ter login e senha para fazer o monitoramento.

Além disso, os desenvolvedores da tecnologia também pensaram em outro aspecto. O cuidador pode selecionar uma área de monitoramento. Se a pessoa sair dessa área, o cuidador recebe um email e um SMS avisando. Portanto, não é necessário ficar o tempo todo checando o a localização.

Um estudo para considerar

Um relatório sobre Alzheimer, lançado em 2013, precisa ser levado em consideração para compreensão da tecnologia.

O estudo apontou que, atualmente, 100 milhões de pessoas precisam de supervisão. Todas elas têm algum problema que afeta sua memória.

A expectativa é de que esse número suba para 275 milhões até 2050.

Espera-se que:

  • 60% se perca pelo menos uma vez;
  • 70% se perca três vezes ou mais;
  • 46% das pessoas não encontradas em 24hrs, vão morrer.

Ou seja, é muito importante desenvolver mecanismos que garantam a segurança daqueles que precisam de cuidados especiais. Por isso, as palmilhas com GPS são uma grande descoberta.

Fontes 1 e 2

Thaís Dias

Diferentão Cultural