Oi gente!

O sonho de muita gente é ter uma startup de sucesso e tudo mais, porém o que essas pessoas não entendem é que não tem jeito: existe uma curva de aprendizado e que muitas vezes será errando que iremos aprender e é sobre isso que quero falar nesses 02 anos de influu.

A primeira coisa é que não começamos a influu do zero ou mesmo sem ter experiência, eu venho do mercado com, hoje, 21 anos de experiência em negócios, sim, é muito tempo! O meu sócio tem um pouco menos de experiência, mas trás em sua bagagem 7 idiomas e um networking internacional gigante.

Mesmo com tanta coisa legal, quebramos… eu nem era sócia direto na época, mas sim, quebramos e dentro disso existiu a oportunidade de começa a influu e fizemos.

O primeiro ano foi para mim o mais desafiador, pois por mais que eu conhecesse um pouco do mercado de influenciadores (por conta das minhas rede sociais), era uma questão das pessoas confiarem na influu  e nos nossos clientes gringos para aceitar campanhas.

Na época, estávamos com o caixa ainda baixo, mas aos poucos, conseguimos começar a juntar grana para ser nosso fluxo de caixa. Depois disso, veio a parte mais importante que não conseguíamos realizar: a tecnologia. Nunca poderíamos ser uma startup se não pudéssemos escalar… esse primeiro ano então foi aquele de tudo muito manual para validar a ideia.

A outra coisa que aprendi na marra, foi fazer eventos! Gente, que troço que dá trabalho. Mas a culpa é toda minha, rs, que tirei a ideia de sermos um Marketplace de influenciadores para um Ecossistema de Influenciadores.

A diferença não é tão clara para quem não é do meio, mas é algo simples: eu não dou apenas campanha para os influenciares, eu entrego muito mais e fazer evento é um desses diferenciais.

02 anos de influu

O segundo ano começou diferente, entrei em acordo com o Zhen para virar sócia da empresa e desde esse dia, conseguimos passar 1 ano sem discordar muito, não é o mundo perfeito, pois não existe, mas o respeito é a base da nossa sociedade – anotem isso.

Um pouco mais capitalizados, conseguimos investir em um escritório legal (todos que vão até lá se surpreendem – vejam aqui: Co-working de Influenciadores), isso gera um impacto extremamente positivo para os funcionários, influenciadores e logicamente, os clientes.

Mas eu me vi muito cansada, 2018 veio com tudo em demandas de clientes… inventei um evento novo o influuteco, que teve só no ano passado 13 edições, sendo 3 delas fora de São Paulo; 1 encontro influu, 1 i2b… Em basicamente 90% eu apresentei – a dedicação ao ecossistema foi exaustiva.

Mais clientes conquistamos: brasileiros, americanos e mais chineses! E com isso, muito erro de time, pois no inicio como não tínhamos tanta grana, acabamos contratando pessoas muito sem experiência e isso pesou e muito na minha vida profissional e pessoal.

Me vi chorando em diversas oportunidades com muita “raiva” e até hoje eu não entendo como as pessoas não se dedicam às suas tarefas, para mim é o básico, mas não é o que acontece. Abraçar uma responsabilidade então? Esqueçam, isso é ainda mais difícil.

Decidimos então abrir o bolso outra vez e contratar uma headhunter. Imagina a sócia da empresa ter que colocar as cervejas para gelar nos eventos, atender todos os clientes, negociar com todos os influenciadores, cuidar do financeiro, responder as redes sociais da influu, gestão das pessoas etc etc etc… E qual o momento que essa empresa vai conseguir escalar se eu continuar fazendo tudo?

Descentralização já! Contratação de um time foda, já!

Até porque eu digo a vocês, criei um processo de mentoria na empresa onde todo funcionário pode ter um mentor… e você acha que eles tem? Um ou outro me pediu isso – e tipo, nos pagamos – e mesmo assim nem todo mundo quis aprender para continuar conosco – tivemos que demitir pelo menos 5 pessoas – sim, chorei mais.

No segundo ano, deixamos de ser apenas a agência e lançamos tecnologia! Ufa! Isso me deu um alívio muito grande, pois meu foco é ser global e precisamos ter a parte tech rodando muito bem obrigada.

O que já temos para o influenciador (vale lembrar que é tudo gratuito):

Para 2019 temos uma lista extensa do que queremos e com certeza a plataforma B2B é a mais esperada, nela, as pessoas poderão fazer suas campanhas sem intermédio (necessariamente) humano.

São 02 anos de muito suor, de dedicação extrema… mas eu não deixo de ter meus momentos com meus amigos, de fazer atividade física… tudo tem seu tempo e seu espaço para tudo que quiser.

Agradeço a todos que passaram pela a influu, amigos, antigos colaboradores, os novos que estão chegando, ao me sócio, aos amigos influenciadores que fazem um boca a boca nosso maravilhoso… é tudo muito intenso, novo, estou buscando formas de ter mais paciência, pois eu fui bastante impaciente… para que o clima seja melhor a cada dia.

Anotem meu nome aí Brasil, Talita Lombardi 2019 assinando a influu no mundo!

Bons Negócios para todos nós!

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

E-mail: talita@startupsstars.com

Fan Page do Startups Stars

Blog de IntraEmpreendedorismo