Quem é Diane von Furstenberg?

Diane von Furstenberg é um nome muito conhecido no mundo da moda. Ela é a criadora do vestido-envelope. Usado por todas as classes sociais, a peça chegou à marca de vendas de 25 mil unidades semanais em 1976.

Ela nasceu em Bruxelas, em uma família judia. Sua mãe, Lily Nahmias, havia sido enviada para um campo de concentração. Ao sair de lá, se casou com o pai de Diane, Leon Halfin. Entretanto, o médico afirmou que o casal jamais poderia ter filhos, por causa dos danos sofridos no durante a guerra – ela saiu do campo de concentração pesando 29 quilos.

Por ter nascido quando a mãe já tinha perdido a esperança, Diane acredita que seu papel na Terra é dar força pra ela e para outras mulheres. Ela chegou a declarar que era a prova de que a vida pode vencer a morte, um símbolo da vitória.

Economista e estilista, ela se mudou para os Estados Unidos logo depois do divórcio do primeiro marido, o príncipe Egon Von Furstenberg, da Suíça – que morreu em 2004.

Em 1976, a revista Newsweek, disse que ela era a mulher mais importante da moda depois de Coco Channel.

Negócios

Como muitos empreendedores, ela enfrentou dificuldades no começo da carreira. Em sua primeira empresa ela produzia perfumes. Em uma tentativa de crescimento, vendeu a marca para uma rede farmacêutica britânica, porém o efeito foi contrário. A empresa teve que fechar as portas.

Isso fez com que ela voltasse para a França, onde trabalhou em uma editora. Depois de um tempo afastada, Diane voltou a se dedicar à moda. Retornando para os EUA, começou a vender roupas pela televisão, onde quebrou recordes de venda.

Com 28 anos ela já havia batido a marca de 5 milhões de vestidos vendidos.

Atualmente, ela possui lojas espalhadas pelo mundo – inclusive no Brasil. Dos funcionários que trabalham com ela, 97% são mulheres.

Em uma entrevista à revista Marie Claire, em 2010, ela disse que tinha preferência pela contratação de mulheres.

Programas Sociais

Comprometida com causas sociais, ela é uma das idealizadoras da fundação  Diller-von Furstenberg Family. Essa instituição ajuda e premia mulheres.

Além disso, ela é parte do conselho da Vital Voices. Uma organização não governamental que trabalha com empoderamento econômico feminino, político e direitos humanos.

Em 2018, ela também anunciou que sua marca iria mudar. Em busca de uma moda mais sustentável, roupas feitas com pele de animais já não são mais aceitas.

Fontes 1, 2 e 3

Thaís Dias

Diferentão Cultural