Há um bom tempo o mercado vem especulando a respeito de um suposto celular dobrável da Samsung. Entretanto, o fato foi confirmado por um dos principais executivos da empresa – em entrevista a jornalistas brasileiros.

Segundo ele, no próximo mês, já devem existir novas informações sobre o display. Por ser uma novidade de alta complexidade, os estudos para atingir o resultado desejado começaram há quatro anos.

Entretanto, não adianta se animar com a possibilidade de compra. Espera-se que as novas informações fornecidas pela empresa refiram-se apenas a detalhes da fabricação ou um protótipo do produto.

Esse anúncio ocorrerá, provavelmente, entre os dias 7 e 8 de novembro. Nessas datas estará acontecendo a conferência para desenvolvedores da Samsung.

Quais as vantagens de possuir um celular dobrável?

Ainda não se sabe ao certo como será o celular dobrável da Samsung. Entretanto, pelas informações já coletadas, pode-se ter uma ideia.

Uma das maiores vantagens do modelo está no tamanho. Se realmente for possível dobrar a tela do celular ao meio, ele ficará muito menor do que os aparelhos normais, mas só no momento em que você o deixar guardado. Durante o uso, seu tamanho será igual – ou maior – ao de qualquer outro Smartphone.

Aliás, em entrevista recente, o executivo chefe da Samsung, DJ Koh chegou a comparar o celular dobrável com um tablet. Segundo ele, o aparelho é como um tablet dobrável, onde “tudo é sobre multiprocessamento, interface do usuário”.

A dúvida entre dois protótipos

De acordo com uma reportagem da Bloomberg, a Samsung está na dúvida entre dois protótipos: um que se abre na horizontal e um que se abre na vertical.

Por ser mais fácil de segurar, é provável que o modelo que abre na horizontal seja o escolhido. Ele ainda deve ter o seu tamanho reduzido para ficar mais leve, porém a durabilidade já teria passado nos testes da empresa.

Entretanto, existe a preocupação com relação à produção de massa. Será que eles já estão preparados para produção e venda?

Os aparelhos devem ficar disponíveis para venda no segundo semestre de 2019.

Fontes 1 e 2

Thaís Dias

Diferentão Cultural