Conhecida por “Grey’s Anatomy” e “How to Get Away with murder”, Shonda Rhimes é uma das maiores autoridades da televisão. Com conhecimentos vastos, ela é cineasta, roteirista, produtora e empreendedora.

O primeiro trabalho de Rhimes estava relacionado à área da publicidade. Depois que ela ingressou na indústria do entretenimento, fez alguns trabalhos pequenos até que o sucesso veio com Grey’s Anatomy.

Aproveitando oportunidades

A série Grey’s Anatomy já estava na cabeça de Shonda, mas ela ainda não havia tentado transformá-la em uma realidade. Trabalhando na emissora ABC, ela descobriu que elas estavam procurando uma série ambientada em um hospital.

A roteirista aproveitou o momento para apresentar sua proposta de série, mas não foi apenas isso. Antes do lançamento de Grey’s Anatomy, Shonda abriu a própria produtora, a ShondaLand.

Desde então, a empresa é responsável pela produção de todas as séries de Shonda. Se nós considerarmos que, somente em 2018, ela está preparando 8 séries para o Netflix, pode-se perceber que trabalho é o que não falta para a empresa.

Encontrando o equilíbrio

Shonda já afirmou que durante o primeiro ano de Grey’s, ela costumava trabalhar até às 22 ou 23 hrs. Enquanto isso, o produtor executivo da série, James Pariott, ficava até às 19, no máximo.

Isso a deixava nervosa, porém isso mudou quando ela entendeu um conselho dado por ele: “Shonda, esse trabalho vai sempre estar aí amanhã”.

A montanha de trabalho nunca vai diminuir, portanto, não adianta tentar eliminá-la.

Para conseguir dividir suas tarefas diárias, a empresária acorda antes dos filhos, nesse período ela pode fazer três coisas: ou ela não faz nada, ou ela assiste às notícias ou faz notas para o trabalho.

Depois que as crianças vão para a escola, ela trabalha em casa durante uma hora. Esse momento é para a escrita criativa. Depois ela vai para o escritório, onde só permite que os funcionários lhe apresentem problemas depois que eles tiverem pensado na solução.

Antes de dormir, Shonda anota todos os seus pensamentos. Ela afirma que isso a ajuda a ter um sono mais tranquilo.

O ano do sim

Tudo começou no Dia de Ação de Graças, quando a irmã de Shonda disse “Você nunca diz sim pra nada”. Isso a fez repensar na forma como estava levando a vida.

Durante um ano ela se propôs a dizer sim para tudo o que pedissem. Isso fez com que ela fizesse uma coisa que jamais pensou em fazer: falar em público.

Segundo Rhimes, essa jornada proporcionou muito auto conhecimento, e permitiu que ela mudasse sua forma de viver.

O ano do sim gerou um livro chamado “O Ano Em Que Disse Sim – Como Dançar, Ficar ao Sol e Ser Sua Própria Pessoa”.

Fontes 1 e 2

Thaís Dias

Diferentão Cultural