A Copa do Mundo Rússia finalmente chegou e trouxe muitas novidades. Pela primeira vez, o mundial da FIFA terá vários aparatos tecnológicos para dar suporte aos árbitros, seleções e para o público.

A bola

A bola que será usada nos jogos da Copa foi desenvolvida pela Adidas e recebeu o nome de Telstar 18, em homenagem à bola de 1970.

Criada de forma sustentável, usando apenas materiais recicláveis, é a primeira a conter um chip NFC, permitindo que o público interaja com a bola.

Quem comprar uma bola Telstar 2018, poderá baixar um aplicativo. Ao aproximar bola e smartphone, o usuário conseguirá acessar conteúdos exclusivos sobre o Mundial.

A bola usada nos jogos também terá o chip que irá auxiliar no Goal -Line, determinando se o gol realmente aconteceu.

Copa do Mundo: Goal-Line

O Goal-Line pode parecer uma tecnologia antiga, entretanto, ela foi muito aperfeiçoada para a Copa da Rússia.

Em 2018, cada uma das balizas dos gols foi equipada 14 câmeras, em diferentes ângulos. Essas câmeras estão programadas para enviar, em segundos, sinais para os juízes, informando se a bola passou, ou não, da linha do gol.

VAR: Video Assistant Referee

Essa será a primeira Copa com o uso do árbitro de vídeo. Para o funcionamento dessa tecnologia, uma equipe assiste ao jogo podendo voltar em lances polêmicos e aproximar mais a câmera, tendo certeza do que aconteceu.

Por mais o juiz continue sendo a autoridade máxima em campo, ele pode pedir ajuda dos auxiliares, evitando que as polêmicas sejam resolvidas de forma injusta.

Os mais conservadores reclamam

O mundo do futebol está acostumado às grandes reclamações. Os torcedores estão sempre questionando a honestidade dos árbitros e relembrando injustiças antigas – a “mão de Deus” do Maradona, por exemplo, aconteceu na Copa de 1986 e muitos brasileiros continuam questionando esse lance.

Entretanto, engana-se quem acredita que o uso de tecnologia agradaria a todos os torcedores. Dentre as reclamações, a principal se dá pelo fato de que o jogo pode ficar parado por muito tempo, enquanto o árbitro questiona os auxiliares a respeito das imagens.

Além disso, muitos defendem que as polêmicas e os erros fazem parte do futebol e, por isso, o uso das tecnologias pode remover parte da graça do jogo.

A FIFA, rebatendo as críticas, afirma que está trabalhando para que a partida fique parada o menor espaço de tempo possível.

A entidade também afirmou que o mundo está passando por constantes mudanças e o futebol precisa acompanhá-las, ao invés de se isolar.

Apesar de todas as tecnologias já terem sido testadas em outras competições, a FIFA admite que a Copa do Mundo pode ser o teste decisivo, uma vez que, se algo der errado, será mais difícil convencer os grupos que são contrários ao uso de tecnologia no esporte.

Fontes: https://esporte.uol.com.br/futebol/copa-do-mundo/2018/noticias/2018/06/12/

https://www.meupositivo.com.br/doseujeito/tecnologia/tecnologias-copa-do-mundo-russia-2018/

Thaís Dias

Fan Page do Startups Stars

Instagram do SS

Blog de Empreendedorismo

Startups Stars no Google +