CPI, CPA, CPC, CPM o que são essas siglas?

Oi gente!

Marketing de Perfomance: Na vida de pessoas que trabalham com Marketing Digital e principalmente com foco na performance, resolvi vir aqui compartilhar com vocês essas siglas que nos deixam “por fora” se formos novos na área.

Vou tentar exemplificar cada um para não restar dúvidas, mas se mesmo assim você não ficar 100% seguro de falar sobre isso, deixa mensagem que vou tentar melhorar essa comunicação.

Conheça as siglas mais famosas do Marketing de Perfomance

CPC: custo por clique ‘cost per click. Essa é usada já tem muito tempo, significa que um link ficará em um banner, em uma frase, em uma palavra de algum site e quando algum usuário finalmente clicar, você poderá cobrar um valor por essa ação.

Normalmente blogs, programas de afiliados, trabalham com isso. Porém, não dá para saber bem os detalhes desse clique, eu indico o uso do Google Shortner, pois com ele, vai saber se clicaram e quanto clicaram. Mas se você precisar saber de mais detalhes, eu indico o click meter, que faz a conferência até se o cliente é único entre outras funcionalidades.

CPI: custo por instalação ‘cost per install. Desde que lançaram os aplicativos, esse é um custo fator bem importante. Milhares de empresas de perfomance trabalham com ela. Eles usam sistemas mais robustos que seguem o link direcionado para um site x e conta cada vez que alguém baixa o aplicativo, tanto em Android quanto em IOS.

Estratégias de lançamento de apps iniciam do seu desenvolvimento e quanto eles vão precisar em campanhas de CPI para fazer o produto começar a girar. As pessoas usam muito o Facebook Ads, Google Adwords para isso e tem sido comum usar o marketing de influência como alternativa.

CPA: custo por aquisição ‘cost per acquisition. Nesse caso, a aquisição pode ser diferente para cada anunciante. Por exemplo: uma empresa precisa que um novo usuário faça apenas um cadastro e para ele isso já vale como um aquisition em outros casos, o anunciante só considera válida a ação se o usuário comprar. Então podemos mixar aqui o CPL: custo por lead e o CPS(V): custo por venda. Lead é quando o usuário se cadastra e o Venda é quando o cliente faz realmente a compra.

CPM: custo por mil’ cost per mille. Aqui é bem usado para empresas que mostram banners ou mesmo seus artigos para uma quantidade alta de pessoas, ele sempre começa as contagens de mil em mil ações. Podendo ser um CMP de impressão (mil pessoas viram seu banner, seu artigo), nesse caso ele paga um valor x por cada CPM. Temos usado também por custo de view, então eu vou pagar x a cada CPM de View. Que no final do dia, é a forma que as coisas são ajustadas. Se quiser fazer um valor a cada 1 é só dividir por mil. Mas quando se trata de coisas volumosas é mais fácil usar o CPM.

Nesse caso, portais que tem alto volume de acesso eles passam relatórios para os clientes com os resultados. Para portais menores e que vendem publipost, eles podem usar o Google Analytics para mostrar os resultados ao cliente em questão.

Fazer campanhas no mundo digital tem sempre muito apelo com o resultado. Empresas tech tendem a fazer tudo com perfomance, pois elas já nascem com esse desafio de entregar coisas assim também para seus clientes. Nada mais justo do que querer o mesmo.

Além dessas siglas, diversas surgem todos os dias e o Google sempre é uma ótima ferramenta para se atualizar e eu vou tentar fazer isso também!

Bons Negócios!

Beijos

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

E-mail: talita@startupsstars.com

Fan Page do Startups Stars

Youtube para Empreendedores