Esse filme é impactante e esse post, contém Spoilers ;)

Oi gente!

Ontem a noite assisti o filme que retrata a história do poderoso grupo MC Donald’s , o “The Founder”, traduzindo como “O Fundador” aqui para o Brasil, ele está disponível na Netflix e me deixou bem agitada ao assisti-lo, pois ao mesmo tempo que tenho muita admiração pela marca, é saber que as pessoas ainda são muito oportunistas (no caso do Ray Kroc).

Cuidado que o texto abaixo contém Spoilers!

  • LP motivacional: eis um grande fator decisório na vida das pessoas, decidir ser algo e mentalizar isso… repetidamente, diariamente e de forma que as derrotas não desanimem essas pessoas. O filme retrata que o “Fundador” tinha esse lado, ele já acreditava no seu potencial, só que a oportunidade certa ainda não tinha chegado. – Nesse ponto, eu acho importante mantermos o foco e também saber a hora de mudar a estratégia. Ele, diante de diversas derrotas, nunca desistiu, sendo ele mesmo seu maior apoiador.
  • Visão: a questão da visão demorou mas chegou. Depois de muito arriscar, ele ficou surpreso com o que os irmãos MCDonald’s construíram: automatização do processo de tudo dentro da lanchonete. – Aqui, eu me lembro como se fosse hoje, uma palestra que participei do Everaldo Coelho (ex funcionário Apple): quando você vai inovar algo é preciso pensar dentro da caixa. Sim, e isso faz muito sentido no exemplo da lanchonete. Eles repensaram em como poderiam reorganizar tudo, só que o seu maior “inimigo” era o tempo… e você ainda acha que eles precisaram pensar fora da caixa. Reorganizar as ideias significa tirar os elementos excessivos da escala e entregar uma melhor experiência ao consumidor. – Quando ele percebeu isso, o Ray Kroc, sabia que ali seria sua mina de ouro.
  • Oportunismo: eu uso essa palavra da sua forma mais pesada. Sim, eu entendo que o capitalismo nos dá diversas oportunidades, mas usar dos outros apenas para seu próprio crescimento, me assusta. Pessoas são tão preocupadas com si mesmas, que esquecem a essência das coisas… do que passaram na vida, do que aprenderam e erraram. Será que “roubar” tudo para “comprar” o mérito e ser rico é o que queremos hoje em dia? Sei que foi um filme baseado em fatos reais, mas senti falta de saber se esse cara, depois que começou a decolar, não passou nem um perrengue. Eu digo, pois o filme do nosso querido Steve Jobs, mostra que de acordo com suas decisões, acabou perdendo a sua própria empresa. No “The Founder”o final pareceu uma vitória (de como o texto foi escrito). Bem estilo, o mal vence no final.

O mundo empreendedor é um misto de persistência, visão e oportunidade. Todos os temas foram usados de forma muito clara. A decisão se você vai fazer disso algo que somará não só para a sua vida, como para a vida das pessoas é sua. Porém, com as redes sociais, vigiando nossos atos 24 horas por dia, existem mais pessoas para apoiar os que são “explorados” por outras pessoas… Ou você acha que o desfecho seria o mesmo dos irmãos terem perdido quase tudo nos dias de hoje, tendo a opinião pública “online” opinando e perseguindo os oportunistas por aí!?

Trailer:

É isso gente, assistam e depois me contem o que acharam!

Beijos

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

E-mail: talita@startupsstars.com

Fan Page do Startups Stars

Blog para Empreendedores

Youtube para Empreendedores