Oi gente!

Tenho visto alguns posts com críticas severas às startups, por conta da dedicação que os funcionários precisam ter no começo e muitas coisas nesse aspecto. Eu que trabalho para startups há mais de 4 anos (passei pelo Peixe Urbano, SaferTaxi, Movile etc), tendo vindo do mercado tradicional (concessionárias Volkswagen), vou falar o que acho sobre isso… Vale lembrar: meu ponto de vista, minhas experiências.

Se você quer ter uma vida tradicional, com estabilidade, você não pode trabalhar em uma startup. As startups não prometem fortunas para enganar vocês, é o que elas querem… Visibilidade mundial, investimentos, inovação e muito mais. Só que você precisa fazer uma conta… 80% das empresas desse tipo morrem aqui no Brasil. Sua estabilidade acabou de ser jogada pela janela, vá buscar algo fora de empresas embrionárias.

Não é uma questão de apenas os primeiros funcionários trabalharem muito, isso começa dos co-fundadores que investem o tempo, o dinheiro, o sonho, o nome e tudo mais para que aquela ideia dê certo. Dá gosto trabalhar próximo de empreendedores assim… Não o que vende apenas o sonho, mas que vende a realização e execução, faça uma curadoria se esse empreendedor que quer te contratar é assim.

Ainda no Brasil não existe uma regra clara sobre as Stock Options, mas é uma forma de atração de novos talentos, é entregar um pouco de “ações” em troca de salários mais baixos. E olha, você não é obrigado a aceitar nem as stocks nem o emprego. Mas se você enxergou alguma coisa no projeto, por que não se dedicar a algo que pode ser incrível? Tem gente que joga na loteria, tem gente que investe em imóveis, tem gente que só quer juntar o FGTS para comprar uma casa… e tem gente que investe trabalho em startups. Cada um aqui sabe o risco que corre na hora de apostar pouco ou muito em alguma coisa.

O que me atrai em trabalhar para empresas assim é a possibilidade da criação de inovações, não fiquei rica nem nada trabalhando para startups, mas aprendi muito e não paro de aprender nunca, além das pessoas incríveis que conheci. Já ultrapassou a questão financeira a minha vida, eu adoro ganhar dinheiro, mas gosto mais de uma vida flexível, trabalhar perto de pessoas que realmente podem adicionar mais coisas em sua vida… Quando eu trabalhava com Volkswagen, entre eu e o presidente da empresa tinham pelo menos uns 15 níveis hierárquicos… Hoje, o CEO da Mobocity  é meu único “chefe” , trabalha diretamente comigo e tem mais, estou há um grau dos maiores investidores chineses (do mundo). Entende a diferença do que importa para mim?

Se você quer ficar entre pouco risco e pouco tradicional, você pode pensar nas startups que já estão mais maduras como a Sympla, Movile, Vá de Táxi ou até Google! Eu poderia dar exemplos aqui de diversas empresas que te trariam mais estabilidade, mas vou logo avisando que em nem uma delas você terá aquele trabalho de banco “das 08 as 18″… Normalmente você não tem hora para chegar assim como, você não tem hora para sair. Ah, e também pode acontecer de você trabalhar no final de semana, participar de eventos a noite e muito mais, você será analisando por entrega e resultado… Pressão para todos os lados, mas isso não é diferente de uma concessionária de carros, certo? Se não entregar, você está fora.

Se iludem as pessoas que querem entregar apenas o que pedem, que elas serão promovidas ou qualquer outra coisa dentro de qualquer empresa. Para ganhar mais, ter uma carreira, visibilidade… É preciso sair do conformismo do dia a dia e surpreender os líderes e o mercado. Eu quero um pouco de estabilidade, mas a minha entrega sempre foi o meu foco e por isso, já passei por todos os cargos que vocês possam imaginar… Mas para mim hoje, não é importante meu rótulo, é importante o que me tornei depois de 16 anos trabalhando com negócios e isso, não dá para explicar para vocês, é algo pessoal e incrível.

Uma outra diferença entre startups e empresas tradicionais é que nem sempre, as startups vão te dizer tudo que você precisa fazer. É importante a sua participação em todos os processos, com ideias, criatividade e atitude… Diferente de empresas tradicionais que você precisa seguir, quase sempre, o “script“.

Cuidado na hora de julgar as pessoas, empresas etc. Seja curioso e pesquise sobre os assuntos de forma mais aprofundada, converse com outra pessoas e encontre qual o seu lugar no mundo. Seja ele qual for, está tudo certo. Ninguém é obrigado a nada, apenas precisamos estar felizes com nossas escolhas.

Bons Negócios,

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

E-mail: talita@startupsstars.com

Fan Page do Startups Stars

Blog de IntraEmpreendedorismo

Youtube para Empreendedores