Oi gente!

Eu não sou muito do tipo que gosta de polêmicas, mas eu vejo que todo mundo virou especialista em empreendedorismo, muitas vezes, porque leem muito sobre o tema. Eu sou uma dessas pessoas que gera muito conteúdo empreendedor, mas eu foco mais em negócios… cases reais… Eu sempre fui menos da teoria e mais da prática. Porém, quando eu não sei bem sobre algo, sou a primeira a pesquisar sobre o tema ou sair perguntando para as pessoas.

A indústria de te ensinar a empreender é uma coisa muito séria e cresce todos os dias… Mas vou te dizer uma coisa, você só aprender a empreender empreendendo. Não tem jeito! É como alguém ler mil livros de como ser mãe, sem ter um filho e aí quando acontece, os relatos são sempre os mesmos “foi tão diferente”… Como alguém que fez aulas de inglês mas nunca teve uma conversação. Será que isso ainda não está claro?

Mesmo que grandes empreendedores repassem o que eles fizeram para alcançar o “sucesso” deles, isso não significa que vai servir para você. Por exemplo, a parte emocional ninguém conta que é a que mais conta. Dizer que passou por uma montanha russa não te ensina a ser forte.

Empreender é executar. É errar e aprender. Empreender é deixar a mente criativa e como faz isso? Parando de ler tudo que todos os “gurus” do Brasil vivem “compartilhando”. Quer uma dica boa? Leia histórias interessantes, estilo de aventura… Filmes que não são bem do seu gênero… Entregue para sua mente coisas novas. Além disso, teste você mesmo a atividades que nunca fez… Mas o que isso tem a ver com empreendedorismo? TUDO. Quando se faz algo inusitado, sua mente começa a processar essas novidades como forma de experiência, saindo completamente do conformismo de sempre ler as mesmas coisas.

As pessoas mais charmosas no mundo para mim não são aquelas que me contam como chegaram ao sucesso, mas aquelas que me contam como ousaram no mundo… Que seja empreendendo, viajando, experimentando.

Quando você traz isso ao mundo de vendas por exemplo, se você não tiver o raciocínio rápido para enfrentar uma reunião, o cliente vai acabar conduzindo tudo… Pois tudo que você aprendeu na prática, ali, na hora “H”vai tudo de água abaixo. Sua mente vai precisar processar rapidamente toda a teoria, atrelada à sua experiência para conseguir te ajudar nessa hora difícil. Até porque você tem mais credibilidade quando compartilha algo real, não que você leu.

Esse post não é para você parar de consumir esse material que tanto gosta, mas é para que você use parte desse tempo para tentar algo novo. Sempre que eu vejo um post assim:  “Quais os seus três livros favoritos?”não sai nem um além de auto ajuda ou alguns passos para você ser o grande empreendedor… Eu respondo logo: A menina que roubava livros, O Homem que matou Getulio Vargas e Sonho Grande. Entende o mix?

A vida é muito curta para você viver das histórias dos outros.

Bons Negócios!

Beijos

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

E-mail: talita@startupsstars.com

Fan Page do Startups Stars

Blog de IntraEmpreendedorismo

Youtube de Vendas B2B