Tradicionalmente, inserir um novo produto no mercado significou um risco considerável por parte do empreendedor. Era preciso investir uma quantidade significativa de recursos — dinheiro, tempo, equipe — para possibilitar o aprimoramento da ideia inicial em um produto final. O problema é que, mesmo depois de todo esse longo processo e investimento, o mercado poderia simplesmente rejeitar a mercadoria, deixando a empresa em situação complicada.

É claro, sempre existiram formas de testar a recepção de produtos, mas tais métodos se traduzem em ainda mais gastos para que se possa ter uma amostra razoável. Esse formato pode ser proibitivo para empresas em situações financeiras mais delicadas ou para propostas inovadoras em companhias já sedimentadas. Chegamos, então, ao processo utilizado no Vale do Silício (Califórnia), um processo de baixo custo e amplo alcance para validação de ideias, produtos etc. Nesse vídeo, exemplifico o funcionamento desse formato e as possibilidades para startups; confira ;-)

[youtube id=”https://youtu.be/HRE6g8mKY0E” width=”600″ height=”350″]

RB

#HandsOn

Sigam-me nas redes sociais: sou @rodrigobarrostv em todas elas; no Snapchat sou rb.barros

http://handson.tv — Conteúdo em vídeo selecionado por empreendedores para empreendedores.
http://www.rodrigobarros.com.br/