Oi gente!

Estava relutante em escrever esse texto… Pois não sou muito do tipo que gosta de gerar polêmicas… Mas quero falar um pouco sobre minha vida como blogueira, nesse mês de aniversário do Startups Stars… Sim, já estamos no nosso terceiro ano e tenha certeza que aprendi muito nesse tempo todo, mas ainda, tenho muito a aprender. Vou escrever em tópicos para não ficar tão cansativo o texto.

  • Quero ser blogueira, não ter uma startup

Sempre me perguntam por que eu não tenho uma startup. Eu realmente não tenho e até hoje não tive vontade de começar uma. Eu gosto de ser especialista: aquela que estuda profundamente sobre o tema. Além do mais, as pessoas podem achar que ter um blog é viver tirando foto, mas isso é apenas 1% do que eu faço no dia a dia. Chego a brincar que meu blog é minha startup pelo trabalho que eu tenho… São 12 posts semanais, 16 redes sociais, mais de 70 mil pessoas na rede(crescendo mais de 10% ao mês) –  (Ainda tenho o MeninaExecutiva, JessicaRainbow, SalesThinking e outros projetos) e + de  30 views por mês. Como eu poderia administrar, ainda, uma startup?

Essas mais de 70 mil pessoas, não são de um público viral… É tudo orgânico… São pessoas mais velhas, exigentes… Super competentes ou que estão ralando para serem alguém. São Empreendedores, Diretores, Executivos, Blogueiros, Vendedores etc! É uma responsabilidade muito grande administrar tudo isso e crescer a base sem perder a qualidade, minha meta é chegar à 300 mil pessoas esse ano.

  • Sim, eu sou empreendedora e tenho até CNPJ

Acredito muito na atitude empreendedora, de fazer coisas criativas, diferentes… De sermos mais solidários e mais envolvidos… Mas desde que eu abri meu CNPJ, tenho que pensar além de tudo isso, nos impostos, contador e quanto cada ação minha vai custar. Eu decidi ter meu negócio, pois eu sei como fazer as coisas acontecerem… Desde que saí da última empresa, meu foco agora é crescer e contratar pessoas… Além de ser empreendedora, serei empresária.

  • Amo e Odeio “aparecer” e daí?

Bom, existem pessoas que se dedicam a imagem da sua empresa e outras à sua própria imagem. Temos uma crescente de novos blogueiros de todas as áreas. O que não seria diferente do nicho de startups. Me dediquei muito para ser reconhecida e começar a aparecer em eventos, meetups, no palco etc… Então, dessa parte eu gosto sim de “aparecer”… de ser notícia, de compartilhar conhecimento. O que não significa que eu vou estar em todos os lugares só porque as pessoas querem.

Eu preciso valorizar meu tempo, assim como vocês precisam valorizar o de vocês. Perde a graça se a cada novo café eu sair correndo para aparecer. Eu sou uma pessoa com background de negócios… Não vejo muito sentido ir para um lugar sem ter um objetivo. Ou participar de todos eventos gratuitos online para fazer graça sem receber nem um e-mail de inscrição dos que assistiram minha palestra. Saí até de vários grupos, pois eu tentava fazer negócios e o povo só queria falar de evento. Enfim, cada um faz o que quer.

Mas não se preocupem, pretendo aparecer mais, só que em vídeos, hangouts e claro, alguns eventos legais!

  • Se quer crescer rápido, entre para alguma panela

Bom, acho que eu estou engatinhando até hoje porque nunca entrei em nem uma panela. E aqui, não estou falando apenas de alguma do mundo das startups, estou falando em lideranças femininas, associações menores. Eu gosto e acredito muito na liberdade de expressão e em poder estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Somos empreendedores que temos tantas dificuldades, que para eu me juntar com outras pessoas, não é para criar uma nova logo ou empresa, mas é para trocar experiência e networking. Em alguns eventos ENORMES, eu não sou convidada por isso… faltou babar o ovo de alguém… Vai continuar faltando.

Ah, teve uma história clássica… Um grupo precisava de um curso de vendas… Uma amiga sugeriu meu nome, ai a líder disse assim ” mas ela é blogueira”… Gente, sã0 15 anos trabalhando com vendas. Enfim.

Mas sim, eu também SOU blogueira e quero sim ajudar as pessoas que precisam, que me respeitam e que gostam do meu trabalho. Os demais, muito prazer ou desprazer em conhecer. Tem muita associação e grupos que respeito muito, não estou generalizando!

  • Quando você para de se importar, as coisas melhoram

Eu sofri por muito tempo por ser ignorada pela galera grande. Porém, maior do que minha família, nem um empreendedor é… Então estou em boas mãos.

Lembro que um dia uma pessoa (que era muito próxima) me mandou “você está se achando muito” porque eu queria um voluntário para ir comigo em um evento. A pessoa me metralhou… E eu tinha compartilhado isso nas MINHAS REDES (meus seguidores no caso). Eu queria alguém para tirar fotos minhas na palestra da Mackenzie… E no final, consegui uma fotógrafa profissional. Cara, eu construi minha marca e meu nome sozinha, não me façam ficar triste… Se não gostam de mim, me deixem… Mas é porque é assim: “eu preciso de ajuda Talita”… Ai o povo vem correndo… “Vi que você conhece não sei quem, me apresenta”…

O segundo caso foi uma mulher de uma empresa de tecnologia que falou para mim no primeiro ano do blog: “desiste disso, não vai te levar para canto algum”. Que tal me levar para conhecer todo o Brasil? Para mim está ótimo. Obrigada pelo apoio e por nunca me ajudar em nada.

Quando eu parei de me importar com essas pessoas… Eu conheci outro mundo… De empreendedores reais, que sofrem, que aceitam ouvir, aceitam ajudar… Pessoas que te respeitam… Claro que tem muita gente boa, ÓTIMA que está no holofote, essas, te querem sempre bem… Vou te ensinar como reconhecê-las: sempre que você encontrá-las, não vão ficar relutantes de falar com você, vão abrir um grande sorriso e te abraçar. Minha memória me mostrando rostos que admiro muito! O resto, finge que não te vê… Ai eu entro no jogo e faço a mesma coisa :)

  • Como eu ganho dinheiro sendo blogueira?

Bom, durante esses três anos, o blog sempre foi minha atividade paralela. Sempre trabalhei para outras pessoas, enquanto nas madrugadas, blogava. Eu nunca quis vender minha alma para ter um post pago… Nesses três anos, nunca publiquei uma release. Já fiz campanha sim e sempre que isso aconteceu, eu falei assim “estão me pagando para falar deles”, cheguei a falar isso em uma palestra e a galera adorou. Então dentro do blog, eu ganho dinheiro com consultoria de networking, campanhas e eventos (palestras e cursos). Pretendo aumentar isso com vídeos patrocinados.

Ou então, posso sempre voltar a trabalhar para outra empresa… Nunca tive medo de colocar a mão na massa!

  • Por que nunca desisti?

Essa é uma pergunta que uma galera das antigas me pergunta. Eu não tenho nem uma dúvida: eu amo ser blogueira, ensinar pessoas, aprender com erros… Adoro me renovar, conhecer coisas novas… Ajudar empreendedores quando estão nos primeiros passos… Me inspira conhecer novos blogueiros e saber que eu sou a única (praticamente), com background comercial! Eu me sinto forte, mais do que muitos outros… E se eu tenho a força (e uma mãe incrível) não preciso desistir. Nessa minha nova fase, fazendo vídeos, tenho encontrado o fluxo perfeito de trabalhar com o ecossistema e gerando transmídia para as empresas. Meu foco vai ser o que sempre foi: B2B! Empresas buscando campanhas criativas!

  • Mas consultoria de quê mesmo?

Eu inventei na verdade no nome da minha consultoria: Consultoria de Network, focado em B2B. :) Durante 15 anos, o tempo que trabalho com negócios, conheci muitas pessoas de milhares de empresas diferentes. Além disso, dentro das minhas redes sociais sempre tem alguém que trabalha em algum lugar. Conectar as pessoas se torna um trabalho fácil para mim. O que fiz a vida toda gratuitamente, agora, eu faço de forma organizada e claro, não pode ser de graça! Meus clientes me geram a demanda e eu me viro para conseguir… Pode ser o contato de um diretor, presidente de multinacional (aqui é difícil, mas podemos tentar rs) ou mesmo, de contratar alguém legal para a empresa. Não importa, vou fazer de tudo para resolver os problemas dos meus clientes e ainda, dar exposição para eles nas redes.

  • O que você acha dos empreendedores de power point?

Eu acho que são pessoas bem irresponsáveis. Muitos do que não tem empresas de verdade, vendem para os jovens ou para os outros, aquele 0,01% de empresas bem sucedidas e que qualquer um pode fazer. Não, isso não é verdade. Mas vender um sonho é mais fácil do que eu contar aqui para vocês quanto dinheiro perdi realizando meus negócios… Isso não vende, o povo quer comprar facilidade… Eu as vezes acho que esses empreendedores de power point, deveriam virar vendedores de marketing multinivel, poque pelo menos lá eles dizem “apenas 1% vai conseguir”.

Tenho tentado ficar bem longe desse tópico, uma vez que alguns acham que eu sou palestrante motivacional. Eu até gostaria de ser, mas eu tenho tanta coisa para falar num palco, que eu prefiro servir como exemplo das minhas ações do que copiar e colar frases de efeito dos outros. Até copio e colo algumas para colocar no Instagram, que é bonitinho (eu sou menina né? tenho meus momentos). Mas no palco, eu chamo o povo para a responsabilidade de vender direito, de fazer parcerias B2B, da necessidade de early adopters no Brasil! Te convido a assistir uma palestra minha, você vai me conhecer melhor. Inclusive eu fui a única blogueira que fez um post sobre os “Insucessos de 2015“… Mais alguém teve coragem? Acho que não.

Nossa, acho que em 03 anos, nunca fiz um post com tantas broncas! Uma hora tem que rolar né? Desculpa pelos erros desse post e de algum desses anos… Eu penso rápido de mais e isso tende a acontecer… E é assim que começamos as comemorações do aniversário do Startups Stars e minha nova fase: ajudo quem me ajuda e é assim que crescemos juntos! Vamos com tudo que 2016 já está correndo!

Beijos

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

E-mail: talita@startupsstars.com

Fan Page do Startups Stars

Blog para Empreendedoras

Talita no Youtube