Olá, queridos!

Que está semana seja de muita prospecção e conversão para todos!

Hoje, trazemos a startup paulistana Carrinho em Casa, plataforma que facilita a vida na hora de fazer as compras no supermercado. Conversamos com o Ricardo Prelha, cofundador da startup. Em um papo animado, ele nos explicou como funciona este negócio inovador: basta acessar o site, escolher um supermercado, adicionar os produtos ao carrinho virtual e finalizar a compra . Depois, é só aguardar que, em 2 horas, ou na hora agendada, a compra será entregue.

Está cansado de enfrentar filas nos supermercados? Curtiu? Então, confira mais sobre a Carrinho em Casa:

1- O que é sua startup e como surgiu a ideia?

Tivemos a ideia a partir da seguinte constatação: quando se pensa em compras de supermercado todos sabemos o que esperar, procurar estacionamento, voltas no supermercado buscando os produtos, filas no caixa e carregar o peso das compras.

A melhoria da experiência de compras de supermercado foi o que motivou o nascimento da Carrinho em Casa.

Porém, apenas entregar não é suficiente. Comprar hoje para receber amanhã ou daqui a dois dias requer planejamento, e compra antecipada de produtos que muitas vezes precisamos imediatamente, por isso, fazemos entrega em apenas 2 horas após o pedido. Além disso, permitimos ao cliente fazer as compras no seu mercado favorito e dos seus produtos habituais: atualmente contamos com Pão de Açúcar, Carrefour, Extra e Casa Santa Luzia na nossa plataforma.

2- Qual o momento de sua startup?

Lançamos a plataforma há cerca de duas semanas e já temos vários clientes comprando no site, o nosso objetivo é continuar expandindo a operação para cada vez mais bairros em São Paulo e outras cidades no Brasil.

3 – Como enxerga sua startup em dois anos? Tem potencial de crescimento?

Em dois anos esperamos estar fazendo entregas em duas horas nas 20 maiores cidades do Brasil em termos de população, bem como ter já presença internacional nas cidades da América Latina em que o nosso modelo faz sentido, como é o caso de Santiago ou Bogotá.

4- Por que escolheu o mercado no qual está inserido?

Pesquisamos e vimos que, segundo o ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados), o setor de supermercados registrou em 2014 cerca de R$300 bilhões em faturamento no Brasil, sendo que o percentual da receita gerada em vendas online é ainda bastante reduzida, com cerca de 1%.

Todos sabemos que a tecnologia tem revolucionado várias indústrias e setores, mas isso não é tanto verdade em relação a compras em supermercado, uma vez que a grande maioria das pessoas ainda se desloca ao supermercado semanalmente.

Segundo a nossa perspectiva, o grande motivo para as pessoas não fazerem mais compras de supermercado online é o tempo de entrega elevado, uma vez que são produtos que tendencialmente precisamos para o mesmo dia.

Ao eliminar a barreira do tempo de entrega sabemos que podemos trazer mais clientes para a compra online o que significa que o 1% de compras feitas hoje online podem chegar ao nível de Inglaterra nos próximos anos, onde cerca de 5% da receita já é gerada online.

 

Site: https: www.carrinhoemcasa.com.br

Fase: Validação da Plataforma

Facebook: www.facebook.com/carrinhoemcasa

Eduardo Benjó

contato@lapresse.com.br

LaPresse – Asessoria de Imprensa para PME e Startups

Fan Page do Startups Stars – StartupsStars