Boa tarde, meus caros!

Vamos começar a semana conversando com Carlos Batalha, sócio da GramStore, startup que transforma as contas de estabelecimentos comerciais no Instagram em e-commerce. Hoje, sua operação fica entre duas cidades: Salvador, que sedia a unidade de desenvolvimento e negócios, e Porto Alegre, sua filial.

1 – O que é sua startup e como surgiu a ideia?

Somos uma solução que transforma o perfil da loja no Instagram em um e-commerce completo. O perfil da loja funciona como a frente do e-commerce, e a GramStore oferece o carrinho, painel do cliente, painel do vendedor, e todos os recursos comuns a um sistema de vendas online. O post no Instagram vira um produto, e para comprar basta curtir e acessar a GramList, a lista de desejos. Lá estarão todos os posts que a pessoa curtiu formatados como produtos que podem ser comprados num processo normal de e-commerce, com formas de pagamento, parcelamento, cálculo de frete, painel de acompanhamento do pedido. Fácil para o vendedor que apenas posta os produtos direto no Instagram como já faz normalmente, e fácil para o cliente que compra num processo simples de e-commerce.

Além disso a GramStore oferece um sistema completo de gestão de pedidos e clientes, com diversos relatórios de vendas e outra funcionalidades.

Eu e meu sócio, Marcelo Porto, também somos sócios de uma agência digital, a NIMBOZ. Pesquisando o mercado vimos que há diversas pessoas e marcas vendendo pelo Instagram de uma maneira pouco estruturada, via depósito bancário, sem controle de pedidos, sem nada, apenas na vontade de empreender. Então, decidimos criar uma solução que ajudasse a organizar e potencializasse esses empreendimentos. A partir disso, pensamos como a solução poderia oferecer uma experiência de compra integrada ao Instagram, e quais recursos seriam importantes para estruturar esses negócios.

2 – Como enxerga sua startup em 02 anos? Tem potencial de crescimento?

Temos um excelente potencial de expansão, não somente do modelo atual, mas de outros produtos derivados que aproveitam boa parte da solução que já foi desenvolvida. Atuamos baseados em duas coisas que estão em franco crescimento: empreendedorismo e mobile commerce.

Momentos de crise também são momentos de oportunidade. Em tempos em que a oferta de postos de trabalho regulares é escassa, há um cenário de potencial crescimento do empreendedorismo. Afinal, se o cara não tem um emprego formal, terá que inventar uma maneira autônoma de gerar receita.

3 – Qual é seu modelo de negócios?

Nosso modelo é baseado em uma taxa de performance por uso da plataforma. Como ganhamos um pequeno percentual sobre as vendas, as lojas podem experimentar a solução sem um investimento inicial nem um compromisso de custo fixo mensal.

4 – Por que escolheu o mercado no qual está inserido?

O Instagram tem se tornado uma excelente plataforma para as marcas e o mobile commerce cresce e ganha cada vez mais relevância no mercado. Além disso, também é crescente o número de pessoas que decidem empreender e criar negócios que utilizam a internet como base para vendas. Nós acreditamos no digital, no empreendedorismo, nas pessoas que decidem criar negócios. São essas pessoas que queremos ajudar.

 

Site: www.gramstore.com.br

Fase: Expansão de base de clientes

Facebook: www.facebook.com/suaGramStore

Instagram: www.instagram.com/suagramstore

Luana Weitzel

contato@lapresse.com.br

LaPresse – Assessoria de Imprensa para PME e Startups

Fan Page do Startups Stars