Boa tarde, meu povo! Como vocês estão nessa quarta?

A nossa startup convidada de hoje é a paulista Deel, o Tinder para negócios. A plataforma permite a troca e compra de qualquer tipo de produto anunciado por outro consumidor. Fabio Demarchi, cofundador da ferramenta, admite que não existe ideia perfeita, mas destaca o potencial de crescimento da sua startup em médio prazo. Confira como foi o nosso bate-papo:

1 – O que é sua startup e como surgiu a ideia?

Atualmente, praticamente tudo é social e isso é incrível! Surgiram novas maneiras de paquera – solteiros e tímidos agradecem ao Tinder -, mas estamos cansados de fazer negócios à moda antiga e de um jeito complexo.

Acreditamos que a experiência de vender, comprar ou até mesmo trocar quaisquer bens deve ser fácil, objetiva, com foco nos usuários. Além disso, entendemos que tais transações podem catalisar uma mudança em nossa postura quanto ao descarte de bens, principalmente em áreas não adequadas. Afinal, seu antigo sofá com uma pequena mancha pode ser o meu novo sofá restaurado.

Refletimos sobre esses pontos durante um café, num papo absolutamente despretensioso, ocasião na qual surgiu o Deel: uma ferramenta para negócios locais com a experiência do Tinder.

2 – Qual foi o primeiro passo para tirar a ideia do papel?  Como enxerga sua startup em dois anos?

O primeiro passo foi aceitar que a ideia perfeita não existe. A partir disso, com a determinação de que precisávamos fazer acontecer foi muito fácil traduzir a ideia em um projeto exequível.LOGO

Nosso roadmap contempla features que tornam o Deel muito mais robusto e versátil, o que nos permite vislumbrar uma ferramenta popular entre os usuários iOS, Android e Windows Phone.

Dada a necessidade comum a toda a sociedade e não apenas de um nicho ou outro, é incontestável o potencial de crescimento exponencial do Deel, baseado no marketing boca a boca e, por consequência, nos efeitos de rede.

3 – Por que escolheu o mercado no qual está inserido? Qual o seu diferencial frente aos concorrentes?

Estamos inseridos no mercado Consumer-to-consumer (C2C) e o escolhemos pela carência de algo diferenciado, por ser um mercado até então conformado com mais do mesmo. A percepção de que podemos fazer a diferença e contribuir com mudanças significativas é uma das principais motivações para mantermos o foco nesse mercado.

Nosso diferencial é justamente a baixa complexidade e grande praticidade e facilidade para atingir o objetivo que é fazer negócios. Juntamente com a experiência do Tinder, buscamos eliminar burocracias e formalidades – leia-se “formulários chatos e entediantes” – comuns nas plataformas concorrentes.

4 – Por que decidiu empreender?

O desejo de gerar valor é a força motriz de qualquer empreendedor. Conosco não foi diferente: queríamos fazer a diferença e contribuir de alguma maneira com uma melhor postura da sociedade. A proposta do Deel é a manobra encontrada para compartilhar esse desejo com a comunidade.

URL: letsdeel.com

Fase: Em expansão para Android e Windows Phone

Facebook: facebook.com/letsdeel

Twitter: twitter.com/letsdeel

Youtube: youtube.com/user/letsdeel

Henrique Schmidt

contato@lapresse.com.br

LaPresse – Assessoria de Imprensa para PME e Startups

Fan Page do Startups Stars