Olá galerinha. Tudo certo?

A nossa sexta está com uma homenagem pra lá de especial para os amantes do rock. A ideia é promover artistas e bandas de rock autoral com muitos solos de guitarra, linhas de baixo, bateria acelerada e um vocal potente, ou seja, muita música irada e de qualidade pela web. O bate-papo é sobre a Quero Rock uma plataforma que conecta fãs de rock com as melhores bandas e artistas independentes. Quem conversou conosco sobre o projeto foi o Carlos Eduado, o fundador da startup. Confira:

1 – O que é sua startup e como surgiu a ideia?

Somos uma plataforma colaborativa de streaming de áudio e conteúdos focados em rock autoral independente, que usa o mainstream como referência para a descoberta de novos artistas. Tudo o que fazemos tem como meta desenvolver o rock autoral independente de forma gratuita, através de uma plataforma colaborativa, que estimula a interação das pessoas com o rock autoral e bonifica os artistas por sua arte. Trabalhamos com audição de músicas via streaming, com uma grande coleta de dados da utilização dos usuários, sendo assim criamos uma grande curadoria colaborativa que é transformada em relatórios para as bandas cadastradas.

A idéia surgiu da dificuldade de novas bandas aparecerem no cenário, mesmo existindo muita qualidade. Isso ocorre muito no Brasil, a estatística é que para 1 banda que aparece no mainstream, 200 deixaram de existir. Então nossa meta é unir em um mesmo ambiente fãs de rock a procura de novidades com boas bandas nacionais em início de carreira.

2- Qual foi o primeiro passo para tirar a ideia do papel?

Iniciamos o desenvolvimento por contra própria e no início da operação conseguimos o investimento que nos fez iniciar a operação com dedicação full time no projeto e acelerar o desenvolvimento de novas funcionalidades da ferramenta. Criamos um projeto com o roadmap de desenvolvimento e um P&L com todos os custos e estimativas de receita e uma data de um possível break even.

 3 – Como enxerga sua startup em 02 anos? Tem potencial de crescimento?

Acreditamos na QueroRock como sendo referência na divulgação e procura por novidades na cena autoral no Brasil, aumentando a visibilidade de novos artistas, trabalhando novamente a cultura do rock no Brasil, fortalecendo a cena novamente e iniciando sua expansão para outros estilos musicais.

 4 – Qual é seu modelo de negócios?

Criamos um plano de assinatura que irá ao ar no final de fevereiro, onde uma parte da assinatura recorrendo é repassada para a banda, ou seja, uma assinatura de R$6,90/mês por usuário, R$1,00 de cada mensalidade é destinada diretamente para a banda que em contra partida retorna em conteúdo (Clipes, Shows Online, Entrevistas, Novas Músicas, etc) para os padrinhos e colaboradores. Ajudamos as bandas financeiramente e em contrapartida engajamos os usuários em prol do Rock, ajudando financeiramente em troca de conteúdo exclusivo da sua banda preferida.

 5 – Por que escolheu o mercado no qual está inserido?

Pelo amor ao Rock nacional, por sermos músicos e conhecer na pele a dificuldade que e trabalhar com o Rock autoral no Brasil e conhecendo o caos, as oportunidades ficam claras e nada mais desafiador do que iniciar um projeto nessas condições.

 6 – O mercado que atua possui diversos concorrentes, qual seu diferencial?

 Temos concorrentes diretos, como Dials, as famosas rádios FM e também outros serviços de streaming, como: Spotify, Deezer, Rdio, SoundClound, etc.

 Diferencial: Somos a única plataforma onde o usuário não busca por músicas, e sim a música encontra o usuário, fazemos isso através de um cruzamento de informações iniciais da banda que diz com qual bandas famosas sua banda se parece, dessa forma quando um usuário acessa a querorock e diz que gosta de ouvir Iron Maiden, por exemplo, nós vamos indicar uma banda nacional, parecida com Iron maiden e que o usuário tenha grandes chances de gostar. Por exemplo: http://querorock.com/argos/in-the-name-of-tragredy

 7 – Se quiser, pode apresentar seu time =)

 Somos idealizadores do primeiro festival de rock inteiramente transmitido online na internet, o QueroRock Fest, sem presença física e que em sua primeira edição, teve uma audiência de quase 10mil pessoas em 5 dias de evento:

 Carlos Santos – Founder e Pedreiro Digital

Thiago Marques – Founder & CEO

Henrique de Castro – Desenvolvedor e Co-Founder

Gustavo Henriques – Co-Founder e CMO

 8 – Por que decidiu empreender?

 Por paixão, pela vontade de deixar um legado, fazer algo que tenha impacto na vida das pessoas de forma positiva, trabalhando sonhos, encurtando caminhos e fazendo dos meus dias apaixonantes, produtivos, criar algo que me faça levantar da cama com tesão de fazer o que for possível por um sonho, mesmo sabendo que empreender tem muitos obstáculos, desafios infinitos, mas que o sabor da realização é surreal.

Gosto muito de uma frase: Muitos querem correr uma maratona, mas eu sempre saberei como é chegar ao final de uma. Levo isso para minha vida empreendedora. Obrigado pelo espaço!

Site: www.querorock.com
Facebook.com/QueroRock
Instagram.com/QueroRock

Eduardo Benjó

contato@lapresse.com.br

LaPresse – Assessoria de Imprensa para Startups

Fan Page do Startups Stars

Startups Stars no Google +