Sua mente anseia por conforto e segurança, e isso é a última coisa que você vai achar em uma startup.

Startups são conhecidas pelo alto nível de incertezas e de desafios, e faz parte da jornada de todo empreendedor prender a lidar com ambientes deste tipo. Uma das partes mais desafiadoras deste aprendizado é conseguir vencer a sua própria mente e seus hábitos para que não te atrapalhem na busca de seus objetivos.

Quem nunca sentiu aquela ansiedade na hora de se aproximar de um potencial investidor? Quem nunca se pegou pensando “Será que isso vale mesmo todo esse esforço que estou fazendo”? Quem nunca falou “Segunda-feira eu começo”? Isso, meu amigo, é sua mente te sabotando. Se deixar que ela assuma o controle, acabará não falando com aquele investidor, acabará desistindo dos seus sonhos e nunca começará a fazer as coisas que quer fazer!

Deixarei ao final deste post alguns artigos e livros que recomendo sobre este assunto, mas por hora gostaria de fazer um quote de um artigo do Papo de homem:

Ainda que o resultado final seja uma estranha sensação de que está tudo errado, o objetivo da autossabotagem é garantir seu bem-estar.

A frase “o objetivo da autossabotagem é garantir seu bem-estar” foi algo que realmente me chamou atenção, pois a mente garante o seu bem-estar de várias maneiras — uma delas é te enganando. Algumas vezes tenta te convencer que aquilo não vale realmente o esforço, ou põe a culpa pelo acontecimento em algo que você não pode controlar — como outra pessoa. Porém, algo que a mente raramente faz é jogar a realidade na sua frente e te obrigar a confrontá-la. A fantasia é sempre melhor que a realidade. Faz parte da jornada de todo empreendedor encarar todos os obstáculos de frente, pois dificuldades certamente virão e será preciso vencê-las se quiser alcançar seus objetivos.

O que eu podia ter feito para que isso não acontecesse?

Mantenha essa frase na mente. É uma maneira bastante dura de encarar seus problemas, porém, isso pode ser uma coisa boa. Essa visão te força a fazer alguma coisa, mesmo que a culpa não seja realmente sua. Afinal, você quer atingir o seu objetivo — ou está tudo bem, contanto que tenha uma desculpa?

Conclusão

Encarar o mundo ao seu redor desta maneira te ajudará a seguir um dos preceitos mais básicos na hora de gerenciar uma startup: Erre rápido, conserte rápido!

Mantenha o controle do seu próprio sucesso, não deixe que você mesmo seja o maior obstáculo no seu caminho. Quando conseguir aquilo que tanto deseja, vai poder olhar para trás e dizer: Todo aquele esforço valeu a pena!

Para finalizar, os artigos e livros que comentei no início do texto. Recomendo energeticamente a leitura de todos.

luan muniz

Luan Muniz

Sobre o Guest Blogging

Luan é Curador do StartupWeekly e Co-Founder do Zimp Fidelidade. Desenvolvedor, empreendedor e contribuidor. “Estou sempre aprendendo algo novo e disposto a ajudar!”
Facebook – fb.com/luanmuniz