Boa Noite!

Hoje um convidado muito especial, tive o prazer de conhecer o Adriano e sua história no Bate-Papo Startupeiro em Salvador, que aconteceu no dia 03 de agosto. Ele largou sua carreira na Caixa Econômica, como desenvolvedor, para empreender! Conseguiu juntos aos 2 sócios começar uma história de muito sucesso dentro da IP3 Tecnologia. Conheçam o Adriano e a IP3 =)

Talita:  Me fala um pouco sobre o você.

Adriano: “Tenho 35 anos, sou formado em Ciência da Computação pela Unifacs, fiz Pós-Graduação em Sistemas Distribuídos e Web na Ruy Barbosa e MBA em Gestão da Informação também pela Unifacs, além de algumas certificações, a maioria delas pela Microsoft.

Meu primeiro contato, digamos oficial, com a informática, foi aos 11 anos, quando fiz meu primeiro curso de informática. Era nada menos que Lotus 123, Wordstar, DBase III Plus e Basic. Até poucos meses, eu ainda tinha os livros aqui em casa, imagine só… (risos).

Morei boa parte da minha vida no interior do estado, em Santo Estevão, e vim para Salvador fazer faculdade em 1996. Entrei na Caixa Econômica Federal neste mesmo ano, onde trabalhei durante 7 anos, inicialmente na área de suporte (durante o primeiro ano), e posteriormente na área de desenvolvimento, onde fiquei até a data da minha saída no final de 2002 quando fui me dedicar a IP3. Lá na Caixa trabalhei em grandes projetos, tanto na área de infra (implantação da intranet nacional), quanto no desenvolvimento de softwares que foram amplamente usados no Brasil inteiro. Hoje sou sócio e atuo como Diretor de TI na IP3 Tecnologia, onde sou responsável pelas áreas de Infraestrutura, Segurança e Desenvolvimento Web.”

Talita: Por que você decidiu empreender, mesmo tendo uma carreira dentro da Caixa Econômica?

Adriano: “Eu sempre quis ter meu próprio negócio. Eu sabia que tinha uma limitação de onde podia chegar dentro da Caixa e não queria ficar limitado a isso. Então comecei a articular alguns projetos buscando minha independência. O mais importante deles, um sistema de atendimento, junto com mais 3 colegas da própria Caixa, porém, decidi largar tudo pelo projeto do sistema de cobrança da IP3.”

IP3 Tecnologia

IP3 Tecnologia

Talita:  Como Surgiu a IP3 e qual foi o momento mais difícil no início da empresa?

Adriano: “IP3 significa Idéias e Projetos, e o número 3, se refere aos 3 sócios. Então, digamos que nessa lista eu tenha sido o terceiro a entrar na empreitada.

A ideia surgiu com meu sócio Charles, que trabalhava numa empresa de cobrança, via a carência do mercado de softwares pra esse setor e teve a ideia de montar algo que fosse inovador pra suprir a necessidade do mercado. Porém ele não entendia nada de computadores, e precisava de alguém pra desenvolver o software. Ele entraria com o Know-How, já que ocupava um cargo de Gerente de Planejamento de uma das maiores empresas de cobrança do país, e já tinha participado de 3 mudanças de sistema nesta empresa.

Então ele fez algo inusitado, entrou numa faculdade de Sistemas de Informação pra conseguir arrumar um sócio que pudesse viabilizar o desenvolvimento do projeto. Durante o primeiro e único semestre que cursou, chegou até meu outro sócio, Reinaldo, que trabalhava comigo há bastante tempo na Caixa, e me convidou pra participar do projeto também.

Foi aí que começamos a discutir o desenvolvimento do nosso primeiro software, o Neo Cobrança Inteligente. Nessa época, para esse ramo, só existiam softwares para DOS, e alguns poucos pra Desktop, a maioria deles completamente amadores. Então já entramos inovando com a proposta de um Software Web, tecnologia ainda muito pouco difundida na época (isso foi em meados de 2001). Tal decisão nos permitiria ter um ganho enorme, especialmente em se tratando de manutenção e suporte, já que a nossa pretensão era trabalhar em mercados fora da Bahia (especialmente Sul e Sudeste), e precisaríamos ter um suporte eficiente com pouco deslocamento já que não estávamos dispostos a nos mudar daqui de Salvador.

Sem dúvida a nossa maior dificuldade no início foi a falta de dinheiro. No começo, trabalhávamos aos sábados, domingos e feriados no projeto, já que todos tinham seus empregos e não poderíamos largar tudo antes do software estar próximo de um estágio que pudesse ser comercializável. Isso demorou cerca de 1 ano e meio. Então largamos nossos empregos pra nos dedicarmos mais ao projeto, que já estava em vias de ser implantado no primeiro cliente. Como no primeiro ano o faturamento da empresa não cobria nossos custos, tivemos que recorrer a empréstimos com familiares e amigos, cartões de crédito, etc. Foi um momento bastante delicado e só não desistimos, porque tínhamos convicção do que estávamos fazendo.”

Talita: Qual o conselho para as startups que vivem em busca apenas de investimentos?

Adriano: “O panorama atual é bem diferente de quando iniciamos a IP3. Naquela época, pouco ou nada se falava de startup. Não existia essa cultura de buscar investimento para viabilizar ideias, ou pelo menos era muito pouco difundida. Chegamos a tentar parcerias, sociedades com outras empresas de software, até concorrentes nossos. Mas, felizmente (hoje posso afirmar isso), nenhuma dessas tentativas foi adiante. Foi duro, muito duro, mas conseguimos chegar onde chegamos. Temos atuação nacional, e nosso software é o maior do ramo. E isso conseguimos com muito trabalho e dedicação. Portanto, se tem uma ideia boa, não fique esperando dinheiro de terceiros pra coloca-la em prática. Corra atrás do seu sonho, trabalhe diariamente e incansavelmente pra atingir seu objetivo. Conosco funcionou (risos).”

Talita:  A história da sua empresa é de sucesso sem dúvida nenhuma, para os novos empreendedores, fala um pouco da “receita” de como chegar a ter sua empresa girando, com clientes importantes etc.

Adriano: “Não sei se isso chega a ser uma receita, mas aí vai: Seja transparente, honesto e objetivo, tanto com seus clientes como com seus parceiros e colaboradores. Trabalhe duro e com seriedade. Seja parceiro do seu cliente, se coloque no lugar dele. Não prometa o que não pode cumprir, e, se prometeu, se vire e cumpra. Acho que é isso.”

AssinaturasSobre a IP3 Tecnologia

A iP3 Tecnologia é uma empresa de soluções focada em desenvolver softwares seguros, com tecnologia moderna e alta disponibilidade. Presente no mercado brasileiro desde 2001, a equipe de colaboradores da iP3 é composta por profissionais especializados nas atividades que exercem, contribuindo desta forma, para o crescimento sustentável da empresa, cuja meta é ser reconhecida por seus clientes como uma empresa que entrega produtos e serviços confiáveis, com atendimento diferenciado nas esferas qualidade, rapidez e assertividade. Sempre na vanguarda do desenvolvimento de produtos inovadores, a iP3 Tecnologia foi premiada em 2009 pelo MPE Brasil na categoria Serviços de Ti, como a melhor no estado da Bahia.

 

Nota

Obrigada Adriano! Muita sorte mais para vocês!!! Já sou fã da história do IP3 e com certeza citarei nas minhas palestras!!

Bjs

Beijos

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

E-mail: talita@startupsstars.com

Fan Page do Startups Stars

Blog de IntraEmpreendedorismo

Youtube para Empreendedores

Startups Stars no Google +