Boa tarde!

Nunca falo nos posts de convidados, mas hoje eu precisei quebrar as regras do Startups Stars para apresentar o “Guest”.

Jimmy Peixoto é Diretor Geral da SaferTaxi no Brasil e hoje, meu mentor. Uma das mentes mais brilhantes que conheci, além de ser uma pessoa família, focada e competente no que faz. Assisti sua palestra sobre esse tema que ele escreveu antes mesmo de trabalhar na Safer e me fez refletir muito sobre o assunto, agora é a vez de vocês!

E-ntropia, como prever o futuro de seu negócio na Internet.

 Recentemente, fui entretido ao assistir um comercial de uma famosa marca de automóveis com um carro que voltava do passado. Enquanto o comercial me fez sorrir, o mesmo me fez refletir o quanto o conceito de retornarmos as origens, as ideias iniciais, são verdadeiros e recorrentes.

Fiquei imaginando o porque, em uma era de tanta inovação, tecnologia e informação disponível, continuamos pedindo emprestado inspirações do passado para guiar nossas futuras criações.

Inclusive, este mesmo conceito é encontrado na natureza e rege leis que fazem com que até os átomos ajam desta forma, que é o caso da segunda lei da termodinâmica, a entropia.

Não querendo entrar nos méritos da ciência, e antes que você durma enquanto lê este artigo, a entropia nada mais é do que os átomos sempre querendo voltar ao seu estado inicial de organização.

Para facilitar, imaginem que os átomos estão todos agrupados com um mesmo interesse, juntos em um mesmo nicho. Com o passar do tempo e a reorganização das coisas os átomos passam por esta transformação, se separando ou se juntando para criarem novas coisas com novos interesses, geralmente diferente do conceito ou forma original.

Porém, independentemente de quantas vezes tentemos mudar isso, os átomos sempre buscam voltar ao seu estado original, o nicho.

Apaixonado por física e matemática eu comecei a perceber que nós, humanos conectados, agimos da mesma forma que os átomos em diversos contextos de nossas vidas, sempre buscando ajuda no passado. Também buscamos voltar ao nosso “estado inicial”, buscando em nossos inícios, os novos inícios.

Sob a premissa de que a segunda lei da termodinâmica é verdadeira e que nosso comportamento é, estatisticamente, quase uma constante na equação, será que conseguimos “prever” como agir em nossos negócios, mais precisamente na Internet?

Encantado com a “coincidência” de que desde os humanos até os átomos buscam suas origens, criei a E-ntropia. Neste conceito, assim como com os átomos, o ciclo se inicia com um nicho, passando para um conceito misto e voltando ao nicho novamente.

Ciclos de  E-ntropia®

ciclo etropia

Sites Nicho -> Sites Misto ->Sites Nicho

 A teoria da E-ntropia foi criada com o intento de ajudar empresas a tomarem decisões estratégicas baseadas no comportamento que estatisticamente é adotado na Internet.

Entendendo que estamos falando de uma visão macro, o mercado de Internet é cheio de conceitos  que exemplificam a teoria. É o caso do Facebook.

Quando o “The Facebook”, como era chamado em seu lançamento em 2004, foi aberto ao público, o seu propósito ou nicho, era ser uma rede social online para os estudantes da Harvard. Com o passar dos anos, o site deixou de atender ao nicho dos estudantes da Harvard para conectar virtualmente o mundo todo.

Porém, porque muitos usuários apenas buscavam se relacionar com seus colegas de escola, muitos sites estão no ar apenas conectando estudantes. O Conceito servia um nicho específico, depois passou a atender a um público misto e depois o conceito virou nicho de novo.

Outro exemplo, ainda que controverso, é o do E-bay. O site foi criado com o propósito de colecionadores de PEZ Dispensers, embalagens temáticas das famosas balinhas americanas, pudessem ter um local para trocarem seus itens com outros colecionadores do gênero. Porém, com o passar do tempo, o conceito de marketplace tomou outras proporções e passou a atender a um público misto.

Novamente, porque muitos usuários apenas buscavam interagir com o intuito de trocarem seus PEZ Dispensers, existem diversos sites especializados em itens colecionáveis.

Ou seja, mais uma vez o conceito que servia um nicho, virou misto e depois nicho novamente.

Se o mercado de Internet, inconscientemente é regido pela E-ntropia, como podemos nos beneficiar deste conhecimento na hora de tomarmos decisões mais a assertivas com nossos negócios?

A resposta vai depender do foco e momento onde nosso negócio se encontra. Veja o gráfico abaixo;

 entropia

 

Se entendermos o ciclo da E-ntropia, acredito também que poderemos ser mais assertivos, não só em nossos negócios atuais, como também nos conceitos que vamos lançar.

Se eu pudesse então dar algum conselho ou arriscar uma previsão do futuro, com base na E-ntropia eu diria o seguinte;

  • Pare de lutar contra o universo das ideias, aprenda com ele e seja mais assertivo.
  • O momento é nicho. Mesmo os grandes sites mistos, em algum momento tentaram resolver um problema específico.
  • Conexão Mobile. Nossas vidas estão e irão ficar cada vez mais individuais, portanto a conexão mobile será muito valorizada.
  • Social Commerce. O ser humano é um indivíduo, um nicho, mas tem a necessidade de fazer parte, de se relacionar. O próximo passo natural do relacionamento (seja comercial ou emocional) e ainda não muito explorado, é a “Transação Social”.

“De nada adianta saber surfar se você não consegue encontrar as ondas”.

Jimmy Peixoto 

@jimmypeixoto