Vazamento de informações

A Apple é uma das maiores empresas de tecnologia da atualidade, por isso, é de se esperar que suas concorrentes estejam interessadas em adquirir conhecimentos a respeito das novas tecnologias que estão sendo desenvolvidas pela empresa.

O problema da Apple é o fato de que suas descobertas e seus novos produtos estão sendo divulgados antes do tempo de forma constante, fazendo com que seus produtos deixem de ser novidades surpreendentes.

Se você digitar no Google as palavras “vazamento” e “Apple” você rapidamente perceberá que dizer que isso acontece de forma constante não é um exagero. Dentre as falhas, nós podemos destacar que, em 2010, um protótipo do Iphone 4 foi esquecido em um bar.

Tentando contornar o problema, a Apple resolveu fazer uma reunião com os seus funcionários, cujo objetivo era conversar com os seus colaboradores a respeito da importância de manter os segredos da empresa. O problema é que o áudio da apresentação vazou e o mundo ficou sabendo o conteúdo da reunião interna da Apple.

Por isso, a empresa resolveu ser mais enfática em seu aviso aos funcionários e divulgou um memorando no qual não fala apenas sobre a importância do sigilo, mas também revela quais serão as consequências para funcionários que forem descobertos revelando os segredos da empresa.

Apple News: O memorando

“Pessoas que vazam informações não apenas perdem os seus empregos na Apple. Em alguns casos, elas enfrentam um tempo na cadeia e multas por espionagem em um  sistema de empresa e roubo de arquivos secretos, ambos crimes federais”.

Foi com esse tom que a Apple escreveu seu memorando, que procura eliminar o vazamento de informações.

O documento diz que a divulgação de informações antes do tempo não só permite que as concorrentes tenham tempo de criar um produto com tecnologias semelhantes. Ela também atrapalha a propaganda da empresa, que não tem a chance de desenvolver uma grande ação publicitária para explicar para o consumidor o diferencial de seu produto.

De acordo com o memorando, em 2017, 29 funcionários foram responsabilizados pelo vazamento de informações. Todos eles foram demitidos e destes, 12 estão presos.

Em outro trecho, o memorando ressalta o fato de que, ao ajudar um jornalista ou um blogueiro a conseguir informações secretas da Apple, o funcionário não sairá ganhando:

“Pode parecer lisonjeador ser procurado (por um repórter), mas é importante lembrar que você está sendo usado. O sucesso desses intrusos é medido através do roubo de informações da Apple que são obtidos através de você. Um furo a respeito de um produto ainda não divulgado da Apple pode gerar o acesso massivo de uma matéria, beneficiando financeiramente o blogueiro ou o repórter responsável pela notícia. Porém o funcionário da Apple que revelou a informação tem tudo a perder”.

A tentativa de manter suas novas tecnologias não é nenhuma surpresa. O segredo é uma forma de ajudar a empresa a lucrar mais, entretanto, é difícil saber se o memorando terá algum efeito positivo com relação aos próximos lançamentos da Apple.

 

Fontes: https://www.vanityfair.com/news/2018/04/apple-memo-urging-employees-not-to-leak-leaks

http://www.corriere.it/tecnologia/economia-digitale/18_aprile_16/apple-contro-fughe-notizie-2017-ha-fatto-arrestare-12-dipendenti-ecc66708-4157-11e8-b5c5-9d79dc6b618f.shtml