04 influus e muita experiência compartilhada

Oi gente!

Saímos de BH, viemos para São Paulo… não deu tempo nem de descansar que já tínhamos outro evento por aqui: o influuteco. O formato é simples, um grande bate papo com uma cervejinha para a galera se soltar mais. No mês passado recebemos o Cid do Não Salvo que palestrou, mas dessa vez propus uma coisa diferente: 4 influus falando sobre suas experiências. Aproveitei o ganho do mês das mulheres e fomos nós: Talita Lombardi aqui que te escreve, a Mai Xavier do Rica Simplicidade, Tabata Romano do Doces Contê e a Giovanna Ferrarezi (o canal é o nome dela).

Principais Perguntas e Respostas

Talita Lombardi e Maiara Xavier

Talita Lombardi e Maiara Xavier

Eu comecei com um tema que está na minha cabeça: Todo influenciador tem que ser famoso? Vi isso rolando em um post nosso de BH que as pessoas estavam questionando isso. Para mim influenciador é uma pessoa que chama a atenção de algumas pessoas, que gostam daquele conteúdo e seguem por uma empatia etc. Famoso tá na tv, expondo para a massa sua imagem, o que é diferente do influenciador. Quantas vezes nessa nossa influu nos deparamos com canais legais e enormes que desconhecemos? Nem por isso, diminuímos as pessoas.

 

Quando um agente cobra? Vale a pena ter um?

Essa pergunta foi bem contraditória, pois a Giovana acha que a comissão de um agente não pode passar de 20%, mas é bem comum para os microinfluenciadores pagar x% + um valor fixo. Eu defendi e defendo que podem pagar até uns 50%, mas que não exista esse valor fixo, pois já é tão difícil fazer um canal, investir em equipamento etc e ainda ter que pagar alguém. Ou mesmo, você pode fazer um contrato onde o dinheiro vai ser devolvido que não tiver resultado. Não sei, vou pensar melhor sobre isso! Espero logo em breve ter campanha para todo mundo aqui no Brasil.

A dica legal aqui é você criar um e-mail com nome diferente, para você negociar anonimamente. É difícil cobrar um valor de forma seria quando é você mesmo negociando.

Patrocinio ou Parceria?

Outra grande reclamação foi que as pessoas recebem muitos produtos e isso não paga conta. Porém, a turma erra muito na hora de abordar uma marca. As pessoas mandam o mídia kit buscando parceria e gente, parceria não rola dinheiro… Patrocínio é dinheiro. Muda o nome para ser mais claro, pois ai nem você nem a marca vão perder tempo.

Exemplo de e-mail de patrocínio:

Olá marca x, meu nome é Talita do Menina Executiva, canal focado em empreendedorismo com 130 mil pessoas nas redes sociais. Eu tenho um projeto que precisa de patrocínio e sei exatamente onde encaixar sua marca de formal natural, quando podemos conversar sobre essa possibilidade?

Entendam que é bem direto e deixa bem claro que você precisa de dinheiro, não de produto.

Tem um vídeo que fiz para vendedores, que você pode usar bem como referecia, pois abordagem de vendas/negócios é igual para todo empreendedor (sim, todo influenciador é empreendedor). Assistam e já se inscrevam no canal que lá tem de tudo ->  Como escrever um e-mail de prospecção? #Vendas #Patrocínio #Apoio

Quando vai ter o próximo influuteco?

Bom, o próximo será no dia 26 de abril, mas provavelmente eu não vá estar a frente das palestras, se eu conseguir ir será para ficar quietinha na platéia. Mas vai ser na Plug, nossa apoiadora oficial!

Teriam muitas outras perguntas que rolaram lá, mas o texto já está enorme. Então indico que mesmo que não seja um influu, para participar. Quem gera conteúdo, galera de Marketing, até de vendas, tem praticamente as mesmas dificuldades (empreendedores também), no final todo mundo. rs Sempre temos brindes (dessa vez ficou por conta do cliente Neffos), cerveja gelada e uns sanduichinhos para quem estava com fome.

Até o próximo!

Bjs

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

E-mail: talita@startupsstars.com

Fan Page do Startups Stars

Blog para Empreendedores

Youtube para Empreendedores