Como cobrir os custos pessoais sem matar seu negócio
Um dos grandes erros de gestão de micro, pequenos e médios empreendedores é não se importar com o planejamento financeiro de seu negócio. Sem ter uma visão clara, acaba misturando – e muitas vezes priorizando – seus gastos e necessidades pessoais com os da empresa. Essa atitude atrapalha a geração de fluxo de caixa, expansão, novos produtos e pode até levar um negócio à falência.

Mas, não é só o gastão que faz mal ao negócio, enxergando lucro em tudo e aproveitando para gastar mais. Aqueles que priorizam apenas a saúde da empresa se sobrecarregam  e tiram pouco para o seu salário, passando dificuldade mensalmente, mesmo com a empresa vendendo bem o seu produto ou serviço.

No primeiro caso, a impressão que temos é que o empreendimento está lucrando muito mais do que ele realmente está, fazendo com que nós tiremos mais dinheiro do que é para ter, naquele momento, como salário. Já na segunda questão, o empreendedor acaba virando “escravo” do seu trabalho, planejando mal o gasto com o dinheiro pessoal e da empresa.

Realmente as finanças dos pequenos empreendimentos causam problema. Não é exclusividade sua. Muitas empresas fecham as portas precocemente exatamente porque o planejamento econômico da empresa é mal feito, uma dúvida recorrente na base do Aussi,  um aplicativo mobile voltado para ajudar empresários de pequeno porte gratuitamente. E com base nessas histórias, elenquei  cinco dicas para auxiliar nesse planejamento financeiro da sua empresa.

1)    O primeiro passo é separar o dinheiro pessoal do dinheiro da empresa. E por que isso é tão importante? Sem isso você não consegue dimensionar o resultado do seu negócio e nem avaliar a situação financeira sua e da sua empresa. Para separar basta criar duas contas bancárias, de preferência no mesmo banco, e focar todas as entradas e saídas de dinheiro da empresa numa conta e todos os pagamentos para o empreendedor na outra. Nossa dica para começar é definir um pró-labore fixo para o empreendedor que seja retirado todo mês, assim consegue gerar estabilidade para as duas partes;

2)    Meça os resultados da sua empresa mensalmente utilizando um fluxo de caixa, onde fica o registro de todas as entradas e saídas financeiras do seu negócio especificado por conjunto delas;

3)    Muitas pessoas fazem o fluxo de caixa, mas param por aí, quando agora vem a parte mais importante: avalie seus resultados mês a mês. Assim você consegue saber o que está melhorando e o que está piorando, mantendo as “rédeas” do seu negócio;

4)    Saiba a margem de contribuição dos seus produtos: calcule quanto fica de dinheiro para a empresa após vender o produto para seu cliente e pagar o fornecedor. Equilibre o seu portfólio entre produtos que possuem boa margem de contribuição e produtos que possuem grande potencial de venda;

5)   Faça um planejamento financeiro do seu negócio: projete as receitas e despesas previstas para os próximos seis meses e some ao que você tem de caixa hoje, assim saberá a necessidade de capital do seu negócio para esse período de tempo. Com esta prática você também poderá saber se seu negócio pode fazer novos investimentos, pagar mais dividendos ou expandir para outra localidade.

Sobre o Aussi

Desenvolvido por quatro jovens empreendedores, o aplicativo mobile Aussi (www.aussi.com.br) é voltado para ajudar os empresários de pequeno porte, conectando-os entre si, de forma gratuita, para que todas suas dúvidas e problemas sejam sanados e resolvidos sem custo algum ao seu negócio, poupando tempo e dinheiro, que seria, anteriormente, investido na consultoria. A plataforma foi eleita uma das 60 mais inovadoras do estado do Rio de Janeiro e é acelerada pelo Startup Rio.

Marllon Calaes

Marllon Calaes

Sobre o convidado Marllon Calaes

Com 28 anos de idade, Marllon Calaes é formado em administração pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), diretor de negócios do Aussi e sócio-fundador da Experimental Consultoria Empreendedora.

Use Facebook to Comment on this Post