Oi gente!

Nesses quase 16 anos trabalhando com diferentes tipos de equipes, tenho aprendido todos os dias em como ser uma boa líder. Esse processo exige muita paciência e claro, competência. Então nesse post, quero discutir um pouco sobre o mundo da liderança.

A primeira coisa que um funcionário pensa quando não gosta muito do “chefe” é que ele é melhor do esse chefe. Temos uma grande mania de viver em competição, até porque faz parte do cenário capitalista do país… Mas acho que isso pode ser superado quando existe uma cooperação. Já aconteceu de um funcionário meu discutir com meu chefe porque eu fui promovida e ele não. Na época eu era menos “humilde”, pois estava começando a ser gerente (não uma líder) e fiquei triste com isso… Mas na verdade isso é muito bom, provocar diálogos tem que fazer parte do nosso dia a dia… Depois de muitos anos, esse mesmo menino, é um dos meus seguidores e que sempre me manda frases elogiando meu trabalho. O que eu fiz para que isso acontecesse? Segui. Continuei trabalhando, aprendendo e compartilhando… Ajudando os outros a crescer… Quando percebi isso me “empoderei” como uma líder.

A prática do ouvir é fundamental à um líder, mas ouvir até quando você está fazendo outras coisas… Observar o que está sendo feito… Pois nesse momento que você observa sem ser percebido, não é necessário chamar a atenção na hora… Mas o brilho é ter a capacidade de melhorar o problema com feedbacks individuais ou citar um exemplo parecido de outra experiência, indicando assim uma melhor forma de lidar com os problemas… Claro que se não houver melhora, nos como líderes, precisamos ter também pulso forte nas decisões.

Liderar é ser suave, competente e rápido. Não dá tempo de fazer jogo de quem é o melhor chefe, mas o que é mais competente. O que consegue brigar pelo time ao mesmo tempo que briga pela empresa e pelo cliente. Nós somos o elo desse triângulo… Pois todas as pontas são importantes igualmente. Quando você entende que existe esse equilíbrio, todas as suas decisões vão mostrar sua habilidade de liderar. Não estou dizendo que é fácil, muitas vezes nossa opinião pessoal pode gritar mais alto, mas o senso de justiça deve prevalecer.

Estamos no meio de uma revolução na comunicação… A internet mudou de vez a forma de trabalho, as startups então, nos obrigam a pensar diariamente em como evoluir. Mas sabe o que não vai mudar? A relação entre as pessoas. A maneira como conduzimos nosso comportamento, o respeito ao próximo… Isso, eu digo, com certeza, será o diferencial do amanhã. Eu hoje, com muito orgulho, tenho antigos funcionários, dos quais “brigamos”, “descordamos”, “sorrimos”e “vibramos”, eles sempre me procuram e dizem : “se eu puder, um dia gostaria de voltar a trabalhar com você”. Esse é um dos momentos que me fazem sentir uma pessoa especial, pois eu torno a vida das outras pessoas ainda mais. É meu dever como líder não competir com meus funcionários, mas torná-los melhores do que eu… Identificando o ponto forte e aumentando isso todos os dias e melhorando os pontos fracos, pois ninguém é perfeito.

A palavra estratégica no título do post, segue para dizer que, se você tem um time comprometido, com metas certinhas, com sua dedicação demonstrada… Tudo que você quiser, você vai conseguir na empresa, com os funcionários e principalmente, com seus clientes. Isso impacta diretamente na forma que as pessoas falarão do seu trabalho fora do escritório… Não faça por obrigação nada disso. Trabalhar em negócios é como um médico que trabalha para salvar a vida das pessoas, é preciso muito amor e cuidado… Pois tem muita gente ai, que mata a esperança das pessoas, não seja mais um.

Bons Negócios.

Beijos

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

E-mail: talita@startupsstars.com

Fan Page do Startups Stars

Blog de Empreendedorismo

Youtube para Empreendedores

Use Facebook to Comment on this Post