Olá, pessoal. Tudo beleza?

Para aqueles que acreditam que a dobradinha mercado – universidade é o caminho para construir negócios sustentáveis e inovadores, a startup de hoje vai te provar que você está certo. O bate-papo é sobre a Aspin, empresa que oferece soluções de software para empresas da área de comunicação, como editoras, jornais e revistas. O projeto surgiu das prateleiras de uma universidade e foi selecionado para o Programa Ciclo da Inovação, conduzido pela PUC-RS com apoio da FINEP! Quer saber mais? Então veja o que rolou na entrevista com o Rafael Petermann, sócio da startup:

1 – O que é sua startup e como surgiu a ideia?

A empresa começou em um spin-off acadêmico, e a partir daí já temos 14 anos de estrada. Sempre tendo a inovação incremental como impulsionadora de seus projetos, a Aspin tornou-se uma empresa consolidada no mercado de software para empresas de comunicação, ramo no qual é especialista e mantém uma considerável carteira de clientes.

Em função da inquietude de sua natureza empreendedora, a Aspin entendeu que era a hora de alçar novos voos. Motivada pela participação no Programa Ciclo da Inovação, a empresa iniciou, em 2014, a implantação de seu modelo de gestão da inovação.

Em 2015, como próximo passo lógico deste processo, a Aspin iniciou a criação de uma equipe multidisciplinar,
capacitando este grupo e lançando esta divisão, apelidada de AspinOff, que dará suporte à novas ideias e servirá como plataforma para a incubação, testes e desenvolvimento de novos produtos e serviços.

2 – Qual o momento de sua startup?

Nosso momento é de buscar parceiros e investidores para os projetos do programa AspinOff. Atualmente, já
realizamos sete pitchs de projetos pré-selecionados, conduzidos por funcionários que elaboraram a ideia.

3 – Qual foi o primeiro passo para tirar a ideia do papel?

Implantar o programa CAOS (assim foi denominado nosso programa interno de gestão da inovação). Com o evolutivo em ações de ideação, ideias dos funcionários são pré-selecionadas e as melhores são destacadas para o pitch. A partir daí, seguem as etapas de construção de Business Model Canvas e do Plano de Negócios, que passam a formar nosso portfolio de inovação.

4 – Qual é seu modelo de negócios?

Atualmente, o modelo da Aspin Tecnologia é baseado no desenvolvimento e licenciamento de softwares, com implantação e consultoria. Através do programa CAOS, pretendemos fomentar o surgimento de novas linhas de receita ou, quem sabe, de novas empresas.

Site: www.aspin.inf.br

Fase: Em busca de parceiros e investidores

Blog: www.aspin.inf.br/blog/?p=119

Yngrid Volkenandt

contato@lapresse.com.br

LaPresse – Assessoria de Imprensa para PME e Startups

Fan Page do Startups Stars