Sinapse da Inovação no Amazonas

O Sinapse da Inovação foi idealizado pela Fundação CERTI (Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras) com o objetivo de transformar e aplicar as boas ideias geradas por estudantes, pesquisadores e profissionais dos diferentes setores do conhecimento e econômicos em negócios de sucesso.

No dia 30 de abril foi lançado o Programa de incentivo ao empreendedorismo inovador para transformar ideias inovadoras em empreendimentos de sucesso no Amazonas. As inscrições estão abertas até o dia 11/06/2015 no portal: http://www.sinapsedainovacao.com.br/am

O edital é composto de 3 fases: Fase 1 (Subimissão de Ideias), Fase 2 (Projeo de Empreendimento) e Fase 3 (Projeto de Formento). É possível Submeter sua Ideia Inovadora e receber capacitações, até 40 Ideias Inovadoras serão selecionadas e receberão R$ 50 mil em subvenção econômica da FAPEAM (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas) e capacitações durante 6 meses para transformar em uma Empresa e/ou Produto de sucesso.

O programa Sinapse da Inovação foi “exportado” do estado de Santa Catarina para o estado do Amazonas.

A competição conecta atores regionais, nacionais e internacionais durante o processo e permite a participação em Desafios de Inovação. Os atores são: ICTI (Universidades, Escolas Técniasm Centros de CT&I), Entidades de apoio (Associações), Governo (Órgãos governamentais, Entidades de formento), Empresas (Grandes, Pequenas e médias empresas, Associações empresarias, Empresas Juniores) e  Mecanismos da Inovação (Incubadoras, Aceleradoras, Parques Tecnológicos, Centros de Inovação). As áreas com potencial para fomento são 10: Eletroeletrônica, Metalmecânico, TIC, Bioeconomia, Novos Materiais, Saúde e Bem Estar, Biotecnologia, Energia, Petróleo e Gás, Logística e Turismo.

Fase I: Ideia Inovadora.

Nesta fase os proponentes deverão apresentar suas ideias de produtos (bens e serviços) ou processos inovadores, que transformem ideias inovadoras em empreendimentos potencialmente sustentáveis e que incorporem novas tecnologias aos setores econômicos relevantes no Estado do Amazonas.

As ideias inovadoras propostas deverão explicitar 4 (quatro) aspectos:
– a oportunidade/desafio
– a solução proposta e o seu estágio de desenvolvimento
– o diferencial inovativo da solução
– o perfil empreendedor da equipe

Na fase da seleção das ideias inovadoras serão considerados os seguintes aspectos em relação aos projetos de desenvolvimento de produtos (bens e serviços) ou de processos inovadores:
– tecnologia (grau de inovação)
– mercado (potencial de mercado)
– produto (estágio de desenvolvimento) e processo inovador
– perfil empreendedor (competências empreendedoras)

Fase II: Projeto de Empreendimento

Nesta fase, os proponentes cujas ideias inovadoras foram selecionadas na fase anterior, após receber capacitação empreendedora deverão apresentar o projeto de empreendimento no portalwww.sinapsedainovacao.com.br.

O projeto de empreendimento deverá contemplar:
– currículo resumido dos empreendedores;
– resumo executivo;
– caracterização do produto ou processo inovador;
– potencial de mercado e estratégia de comercialização;
– estimativa de recursos financeiros para desenvolver o projeto;
– projeções financeiras e rentabilidade – payback.

Na fase da seleção dos projetos de empreendimento serão considerados os seguintes aspectos em relação ao produto ou processo inovador:
– tecnologia (grau de inovação);
– produto (características e estágio de desenvolvimento) e processo inovador;
– mercado (avaliação de mercado, clientes potenciais);
– equipe/empreendedor (experiência técnica/gerencial da equipe);
– gestão (conceito, gestão e estrutura do negócio);
– capital (viabilidade econômica para estruturação do projeto).

Fase III: Projeto de Fomento

Nessa fase os proponentes deverão descrever como pretendem utilizar os recursos financeiros, não reembolsáveis, na forma de subvenção econômica, disponibilizados pela FAPEAM para viabilizar as etapas de implantação do seu projeto de empreendimento. Nessa fase será disponibilizada previamente uma capacitação sobre gestão e execução técnica e financeira de projetos.

Após recebimento dos projetos de fomento se fará a avaliação que levará em consideração os seguintes aspectos:
– enquadramento aos requisitos formais desta Chamada Pública;
– clareza do projeto de fomento (plano de trabalho);
– capacidade da equipe gerencial e técnica e de parceiros;
– grau de inserção de conhecimento científico e tecnológico;
– metodologia de desenvolvimento do produto e processo inovador; e
– natureza das despesas previstas e consistência financeira referente aos recursos solicitados.

Os avaliadores nesta etapa poderão determinar adequações ao projeto de fomento, especialmente no que se refere ao plano de aplicação e ao orçamento detalhado previstos no Plano de Trabalho.

 

Bruno Seabra Carneiro

Bruno Seabra Carneiro

Sobre o Guest Blogging

Bruno Seabra Carneiro é de Manaus-AM, tem 27 anos, Bacharel em Ciência da Computação na UFAM.

E-mail: ideiasfera@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/ideiasfera

Quero publicar um Guest Post